Evaluation of Dental Caries Behavior in Childhood: Health Promotion and Control

  • Gabriel Pereira Nunes Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba. SP, Brasil.
  • Poliana Morais-Silva Morais-Silva
  • Beatriz Ommati Pirovani Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba. SP, Brasil.
  • Larissa Pereira Nunes Universidade Universus Veritas, Faculdade de Odontologia. SP, Brasil.
  • Ana Victória Butarelo Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, Araçatuba, SP, Brasil.
  • Hiago Guimarães Silva Universidade Federal de Itajubá. MG, Brasil.
  • Sara Felipe Akabane Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba. SP, Brasil.
  • Francyenne Maira Castro Gonçalves Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba. SP, Brasil.
  • Wilson Galhego Garcia Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba. SP, Brasil.

Resumo

Abstract

Dental caries is still the most common pathology in childhood, caused mainly by lack of adequate prevention. The aim of this project was to evaluate the dental caries profile in children and the importance of multidisciplinary practice in dental caries. Material and methods: 1st stage- meetings were held with the teachers of the child education network and conferences addressed to parents and those responsible for the children. 2nd stage- Assessment and examination of oral health with education process and motivation for dental hygiene. Results: A total of 3390 children were analyzed, of which 859 had carious teeth, that is, 25.34% of the children had caries disease. There is a large presence of caries in the PRE II level, whose highest prevalence of caries is 41.73%, and the lowest recorded in Kindergarten I with 3.11%. This is mainly due to age, directly related to the period in which the basic oral health care program began in day care centers, as older children already had high caries rates when the preventive program was institutionalized to control the occurrences of caries and health promotion. Conclusion: The prevalence of caries in preschool children is still high, but the multidisciplinary approach has shown to be effective and able to reach the levels recommended by  ONU 2030 appointment book for dental caries control.

Keywords: Dental Caries. Oral Health.Oral Hygiene.   Resumo

A cárie dentária é a enfermidade mais comum na infância, causada essencialmente pela falta de prevenção adequada. O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil da cárie dentária em crianças e a importância da ação multidisciplinar no controle da mesma. Na primeira fase, foram realizadas reuniões com os professores da rede de educação infantil e conferências dirigidas aos pais e responsáveis das crianças. Na 2ª fase: avaliação e exame de saúde bucal com orientação e motivação para higiene bucal. Foram analisadas 3390 crianças, das quais 859 apresentaram cárie dentária (25,34%). Obervou-se grande presença de cárie no nível PRE II, cuja maior prevalência de cárie é de 41,73%, e a menor registrada no Jardin I com 3,11%. Isso se deve principalmente à idade, relacionada diretamente ao período em que iniciou o Programa Básico de Atenção a Saúde Bucal nas creches, uma vez que as crianças mais velhas já apresentavam altas taxas de cárie quando o programa preventivo foi institucionalizado para controlar ocorrências de cárie e promoção da saúde bucal.  Ainda existe alta prevalência de cárie em pré-escolares, entretanto, a abordagem multidisciplinar mostrou-se efetiva e capaz de alcançar os índices preconizados pela Agenda 2030 da ONU para o controle e prevenção da cárie dentária.

 

Palavras-chave: Cárie Dentária. Saúde Bucal. Higiene Bucal.



Biografia do Autor

Gabriel Pereira Nunes, Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba. SP, Brasil.
Departamento de Ciências Básicas
Beatriz Ommati Pirovani, Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba. SP, Brasil.
Departamento de Ciências Básicas
Larissa Pereira Nunes, Universidade Universus Veritas, Faculdade de Odontologia. SP, Brasil.
Departamento de Ciências Básicas
Ana Victória Butarelo, Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, Araçatuba, SP, Brasil.
Departamento de Ciências Básicas
Sara Felipe Akabane, Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba. SP, Brasil.
Departamento de Ciências Básicas
Francyenne Maira Castro Gonçalves, Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba. SP, Brasil.
Departamento de Ciências Básicas
Wilson Galhego Garcia, Universidade Estadual de São Paulo, Faculdade de Odontologia de Araçatuba. SP, Brasil.
Departamento de Ciências Básicas

Referências

Novais SMA, Batalha RP, Grinfeld S, Fortes TM, Pereira MAS. The relationship between dental caries and sweetness preference: prevalence in children. Pesq Bras Odontoped Clin Integr 2004;4:199-203.

Sheiham A, James WP. Diet and dental caries: the pivotal role of free sugars reemphasized. J Dent Res 2015;94:1341-7.

Martins C, Buczynski AK, Maia LC, Siqueira WL, Castro GF. Salivary proteins as a biomarker for dental caries: a systematic review. J Dent 2013;41:2-8.

Lima CMG. Prevenção da cárie precoce na infância: uma visão através da vulnerabilidade e da promoção da saúde. Ribeirão Preto: USP; 2001.

Seow WK. Early childhood caries. Pediatr Clin North Am 2018;65:941-954.

Corrêa MSNP. Saúde bucal do bebê ao adolescente: guia de orientação para a gestante, pais, profissional da saúde e educadores. São Paulo: Santos; 2011.

Guimaraes MS, Zuanon ACC, Spolidório DMP, Bernardo WLC, Campos JÁDB. Atividade de cárie na primeira infância, fatalidade ou transmissibilidade? Ciênc Odontol Bras 2004;7:45-51.

Cruz AG. Gadelha CGF, Cavalcanti AL, Medeiros PFV. Percepção materna sobre a higiene bucal de bebês: um estudo no hospital Alcides Carneiro, Campina Grande-PB. Pesq Bras Odontoped Clin Integr 2004;4:185-9.

Santiago BM, Souza MIC, Medeiros UV, Barbosa ARS. Conhecimento dos médicos pediatras acerca da saúde bucal de bebês. Rev Bras Odontol 2002;59:86-89.

Silva JBOR. Saúde bucal da criança: um estudo entre profissionais e estudantes da área da saúde e pais. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro; 2005.

Tomazoni F, Vettore MV, Mendes FM, Ardenghi TM. The association between Sense of coherence and dental caries in low social status Schoolchildren). Caries Res 2018;53:314-21. doi: 10.1159/000493537.

van der Tas JT, Kragt L, Elfrink MEC, Bertens LCM, Jaddoe VWV, Moll HA, Ongkosuwito EM, Wolvius EB. Social inequalities and dental caries in six-year-old children from the Netherlands. J Dent 2017;62:18-24.

Aida J, Matsuyama Y, Tabuchi T, Komazaki Y, Tsuboya T, Kato T, et al. Trajectory of social inequalities in the treatment of dental caries among preschool children in Japan. Community Dent Oral Epidemiol 2017 45(5):407-12. doi: 10.1111/cdoe.12304.

Melo P, Azevedo A, Henriques M. Cárie dentária: a doença antes da cavidade. Acta Pediatr Port 2008;39: 253-9.

Tanner T, Kämppi A, Päkkilä J, Patinen P, Rosberg J, Karjalainen K, et al. Prevalence and polarization of dental caries among young, healthy adults: cross-sectional epidemiological study. Acta Odontol Scand 2013;71:1436-42.

Weyne SC. A construção do paradigma de promoção de saúde: um desafio para as novas gerações. In: Kriger L. ABOPREV: promoção de saúde bucal. São Paulo: Artes Médicas; 1997. p.3-26.

Meyer F, Enax J. Early childhood caries: epidemiology, aetiology, and prevention. Int J Dent 2018. doi: 10.1155/2018/1415873.

Twetman S. Prevention of dental caries as a non-communicable disease. Eur J Oral Sci 2018;1:19-25. doi: 10.1111/eos.12528.

Jain S, Bansal K , Marwaha M , Sehrawat N, Singla S. Effect of diet modification on salivary parameters and oratest in high-caries-risk individuals. Int J Clin Pediatr Dent 2018;11:34-9. doi: 10.5005/jp-journals-10005-1480

Buischi, Novos avanços em saúde bucal coletiva. Rev Assoc Paul Cir Dent 2000;54:434.

Baskaradoss JK. Relationship between oral health literacy and oral health status. BMC Oral Health 2018;24;18:172. doi: 10.1186/s12903-018-0640-1

Publicado
2019-12-20