Legal and Ethical Knowledge Applied to Implantodontics

Márcia Cristina da Silva, Cássia Almeida Fiorentini, Amanda Penha Mathias, Natália de Souza Silva, Mariucha Ramella Marcon Nemer, Luiz Fernando Lolli

Resumo


Abstract

Knowing the large demand for treatments with implants and prostheses over implants and the lawsuits that involve these procedures, the aim of this study was to verify the knowledge of dental surgeons who perform dental implants about professional responsibility. The sample comprised  62 dental surgeons who perform dental implants in their practice and agreed to attend this research. All participants signed a Consent Form, were interviewed and answered a questionnaire applied individually. The validated questionnaire  was divided into five sections: professional profile, professional conduct and procedural issue, structure of the workplace, ethical and legal issues, dental documentation. About 76% of professionals interviewed were male, 93,5% cited the Brazilian Dentistry Code of Ethics, 82,3% reported that offer more than one treatment option, 79% of the professionals were not responding or had not responded to a civil / criminal / ethical  lawsuit  or had a complaint in Consumer Protection and Defense Program (PROCON), 64.5% performed the surgical guide for certain cases, 58% had medical records and informed consent for all patients, 80.6% had appropriate practices and structures for patient care. Most of the study professionals act according to the ethical and legal aspects of professional responsibility, but there is a lack of knowledge of current legislation and need to be aware of the documentation of medical records, terms and contracts.

 

Key words: Dental Implants. Legal Dentistry. Professional Responsibility.

Resumo

Sabendo da grande demanda por tratamentos com implantes e próteses sobre implantes e ainda, as ações na justiça que envolvem esses procedimentos, o objetivo deste estudo foi verificar o conhecimento dos profissionais que atuam com implantes na região Noroeste do Paraná, sobre o tema responsabilidade profissional. A amostra foi constituída por 62 profissionais que realizam implantes e aceitaram participar da pesquisa. Os participantes assinaram um termo de consentimento livre e esclarecido e responderam a um questionário validado aplicado individualmente em forma de entrevista. O questionário continha questões divididas em cinco variáveis: perfil profissional; conduta profissional e experiência processual; estrutura do local de trabalho; aspectos éticos e legais; e documentação odontológica. Estas foram divididas por categorias. O perfil profissional evidenciou que 76% dos entrevistados eram do sexo masculino, 93,5% citou o Código de Ética Odontológico na legislação aplicada, 82,3% relataram propor mais de uma opção de tratamento ao paciente, 79% dos profissionais não estavam respondendo ou não havia respondido algum processo cível/criminal/ético ou tiveram reclamação no Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON), 64,5% realizavam o guia cirúrgico para determinados casos, 58% possuíam prontuário e termo de consentimento para todos os pacientes, 80,6% apresentavam consultórios e estruturas adequadas para o atendimento ao paciente. A maioria dos profissionais do estudo atua de acordo com os aspectos éticos e legais de responsabilidade profissional, porém existe desconhecimento da legislação vigente e precisam atentar-se quanto à documentação de prontuários, termos e contratos.

 

Palavras-chave: Implantes Dentários. Odontologia Legal. Responsabilidade Profissional.


Referências


Dias PE, Beaini TL, Fernandes MM, Melani RFH. Responsabilidade civil e ortodontia: evitando processos. RBOL 2014:1(1):40-51. doi: 10.21117/rbol.v1i1.6

Barroso MG, Vedovello Filho M, Vedovello SAS, Valdrighi HC, Kuramae M, Vaz V. Responsabilidade civil do ortodontista após a terapia ortodôntica. RGO 2008; 56:67-73.

Lolli LF, Lolli MCGS, Marson FC, Silva C, Moreira MA, Silva RHA. Responsabilidade criminal do cirurgião-dentista. Acta Jus 2013;1(1):17-23.

Santos CC, Nogueira TH, Marson FC, Silva CO, Lolli MCGS, Lolli LF. Ética odontológica contemporânea: uma análise das contribuições do novo código deontológico da profissão. Braz J Surg Clin Res 2014;8(2):24-30.

Cruz SF, Mathias AP, Viana BAS, Silva NS, Ducatti MA, Lolli LF. Esclarecendo a responsabilidade civil do cirurgião-dentista. Acta Jus 2018;11(1): 5-10.

Lucena MIHM, Batista JHM. A responsabilidade civil do cirurgião dentista frente a processos de ordem jurídica: Uma revisão. InterScientia 2015;3(1):82-94. doi: http://dx.doi.org/10.18363/rbo.v71i1.535

Brasil. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico; 1988.

Ferreira NP, Ferreira AP, Freire MCM. Mercado de trabalho na Odontologia: contextualização e perspectivas. Rev Odontol UNESP 2013;42(4):304-9. doi: 10.1590/S1807-25772013000400011.

Brasil. Ministério da Educação. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº. 9394/96. Brasília: Art Graf; 1996.

Brasil. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Odontologia. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 4 mar. 2002. Seção 1, p. 10.

Garbin CAS, Garbin AJI, Rovida TAS, Saliba MTA, Dossi AP. A responsabilidade profissional do cirurgião dentista segundo a opinião de advogados. Rev Odontol UNESP 2009;38(2):129-34. doi:10.4034/RBCS.2012.16.01.08

Oliveira OF, Brand TM, Benedicto EM, Daruge E JR, Paranhos LR. Documentação odontológica em implantodontia. In: Linden ASS, De Carli, JP, Della Bona A. (Org.). Abordagens multidisciplinares na implantodontia. Porto Alegre: RGO; 2010; 1:16-20.

Rosa FM, Fernandes MM, Daruge Junior E, Paranhos LR. Danos materiais e morais em processos envolvendo cirurgiões dentistas no estado de São Paulo. RFO 2012;17(1):26-30. doi: 10.5335/rfo.v17i1.2537.

Pittelli SD, Mota MV. A prestação obrigacional do dentista como obrigação de resultado. Saúde Ética Justiça 2012;(17)1:26-9.

Barbosa FN. O seguro de responsabilidade civil do profissional liberal: desenvolvimento e atualidades. Pensar 2017;22(1):170-208. doi: 10.5020/2317-2150.2017.v22n1p170

Medeiros UV, Coltri AR. Responsabilidade civil do cirurgião-dentista. Rev Bras Odontol 2014;71(1):10-6. doi:10.26843/ro_unicid.v20i1.610

Fernandes EO, Guerra EE, Pitrez FAB, Fernandes FM, Rosito GBA, Gonzáles HEG, et al. Avaliação pré-operatória e cuidados em cirurgia eletiva: recomendações baseadas em evidências. Rev AMRIGS 2010;54(2):240-58.

Amaral COF, Nascimento FM, Pereira FD, Parizi AGS, Straioto FG, Amaral MSP. Bases para Interpretação de Exames Laboratoriais na Prática Odontológica. UNOPAR Cient Ciênc Biol Saúde 2014;16(3):229-37. doi: http://dx.doi.org/10.17921/2447-8938.2014v16n3p%25p

Puricelli E. Técnica Anestésica, Exodontia e Cirurgia Dentoavelar. In: Princípios gerais aplicados ao tratamento cirúrgico-odontológico. São Paulo: Artes Médicas; 2014. p.14-22.

Maciel, SM, Xavier YMA, Leite PHAS, Alves PM. A documentação odontológica e a sua importância nas relações de consumo: Um estudo em Campina Grande – PB. Pesq Bras Odontoped Clin Integr 2003;3(2):53-8.

Bandeira AMB, Werneck JT, Postorivo R, Medeiros UV. A visão bioética do Código de Ética Odontológico Brasileiro. Rev Bras Odontol 2014;71(1):53-7. doi: 10.18363/rbo.v71n1.p.53.

Almeida SM, Delwing F, Assis MPS, Furtado FMS, Azevedo JAP. Responsabilidade profissional e documentação odontológica: revisão de literatura. Rev Bahiana Odontol 2017;8(1):19-25.

Lima JAF, Andrade RAM, Filho LFS, Costa CHM, Almeida MSC. Avaliação do conhecimento dos cirurgiões-dentistas sobre a importância do prontuário odontológico para fins forenses. Rev UNINGÁ. 2017;53(1):33-38. doi: 10.15603/2176-1000/odonto.v18n36p41-50

Latorraca MM, Flores MRP, Silva RHA. Conhecimento dos aspectos legais da documentação odontológica de cirurgiões dentistas do município de Franca, SP, Brasil. RFO 2012;17(3):268-72. doi: 10.5335/rfo.v17i3.3383

Silva RF, Prado MM, Rodrigues LG, Picoli FF, Franco A. Importância ético-legal e significado das assinaturas do paciente no prontuário odontológico. RBOL 2016;3(1):70-83. doi: 10.21117/rbol.v3i1.49

Ferreira MR, Terada ASSD, Araujo LG, Paz DC. Correlação entre reclamações de consumidores e ações judiciais por falhas na prestação de serviços odontológicos no estado de São Paulo. RBOL 2018;5(1):30-9. doi: 10.11606/issn.2317-2770.v15i2p46-52

Soriano EP, Batista MIHM, Tôrres BO, Carvalho MVD, Campello RIC, Almeida AC, et al. Processos de âmbito odontológico instaurados em órgão de defesa do consumidor na cidade de João Pessoa/PB, Brasil. Derecho Cambio Soc 2012;30(9):1-11.

Scoralick RA, Barbieri AA, Moraes ZM, Francesquini Júnior L, Daruge Júnior E, Naressi SCM. Identificação humana por meio do estudo de imagens radiográficas odontológicas: relato de caso. Rev Odontol UNESP 2013;42(1):67-71.

Niquini BTB, Bouchardet FCH, Manzi FR. A importância da documentação radiológica em processos civis envolvendo cirurgiões-dentistas: relato de caso. RGO 2017;65(1):96-9. doi: 10.1590/1981-86372017000100003326

Pacenko MR, Navarro RL, Fernandes TMF, Ferreira Conti ACCF, Domingues F, Oltramari-Navarro PVP. Avaliação do Seio Maxilar: Radiografia Panorâmica Versus Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico. J Health Sci 2017;19(2):205-8. doi: 10.17921/2447-8938.2017v19n3p205-208

Brasil. Associação Brasileira De Normas Técnicas. NBR 9050: acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Rio de Janeiro: ABNT; 2004.

Paranhos LR, Tomasso S, Ricci ID, Siqueira DF, Scanavini MA. Atribuições e implicações legais dos profissionais auxiliares da odontologia: visão do próprio auxiliar. RGO 2009;57(1):77-85.

Da Silva RHA, Musse JO, Melani RFH, Oliveira RN. Responsabilidade civil do cirurgião-dentista: a importância do assistente técnico. Rev Dental Press Ortodon Ortop Facial 2009;14:65-71.




DOI: http://dx.doi.org/10.17921/2447-8938.2019v21n5p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Journal of Health Sciences