Reference Values for the Teaching-Learning-Training Process of the Infant-Juvenile Mozambican Basketball

  • Bernardo Pedro Matsimbe Universidade Pedagógica de Moçambique Faculdade de Educação Física e Desporto Membro do Laboratório de Metodologia do Ensino dos Esportes
  • César Milagres Silva Universidade Federal de Ouro Preto
  • Leonardo Lúcio Nhantumbo Universidade Eduardo Mondlane Escola Superior de Ciência do Desporto
  • Siomara Aparecida da Silva Universidade Federal de Ouro Preto http://orcid.org/0000-0001-7590-9129

Resumo

Abstract

The reference values are very useful to distinguish, in this case, the performance of coordination of technical skills and motor skills with ball, allowing an evaluation to be performed in order to help in the teaching-learning-training process. The aim of this study was to propose reference values of ball coordination of basketball-specific skills and motor skills for the teaching-learning-coaching process of the Mozambican children and youth athlete. A total of 165 young men and women aged 15 to 16 years old were evaluated, being 99 male (15.7±0.46) and 66 females (15.48±0.50). Of this universe, 30 athletes were an integral part of the national team under-16 teams that participated in the African Championship of Basketball (Afrobasket'2017) being 15 athletes by sex. For the motor skills evaluation (cardiopulmonary resistance), displacement velocity, abdominal strength and endurance, upper limb resistance, upper limb explosive force, static vertical propulsion, vertical propulsion with counter-movement, agility, flexibility; for coordination with ball pass, dribble, throw and defensive lateral slide tests were evaluated A significant (p˂0.05) effect of sex was evident in all tests except displacement velocity and throwing ability. Based on the results found, the reference values of motor skills and basketball-specific skills for the teaching-learning-coaching process of the Mozambican child-youth athlete were established according to gender and it was possible to find the sampled athletes within the proposed cut-off points.

Keywords: Exercise. Physical Endurance. Athletes. 

Resumo

Os valores de referência são de ampla utilidade por diferenciar, neste caso, o desempenho da coordenação com bola das habilidades técnicas e das capacidades motoras, permitindo que seja feita uma avaliação de forma a auxiliar no processo de ensino-aprendizagem-treinamento. O objetivo deste estudo foi propor valores de referência da coordenação com bola das habilidades específicas do basquetebol e das capacidades motoras para o processo de ensino-aprendizagem-treinamento do atleta infanto-juvenil moçambicano. Foram avaliados 165 jovens de ambos os sexos com idade entre 15 e 16 anos, sendo 99 masculinos (15,7±0,46) e 66 femininos (15,48±0,50). Deste universo, 30 atletas eram parte integrante das seleções nacionais de sub-16 que participaram do campeonato africano de basquetebol (Afrobasket´2017) sendo 15 atletas por sexo. Foram avaliadas as seguintes capacidades motoras (resistência cardiorrespiratória), velocidade de deslocamento, força e resistência abdominal, resistência dos membros superiores, força explosiva dos membros superiores, impulsão vertical estático, impulsão vertical com contra movimento, agilidade, flexibilidade); e para a coordenação com bola foram avaliadas as seguintes habilidades técnicas (passe, drible, lançamento e deslize defensivo lateral). O sexo evidenciou um efeito significativo (p˂0,05) em todos os testes, exceto os testes de velocidade de deslocamento e habilidade de lançamento. A partir dos resultados encontrados, os valores de referência das capacidades motoras e habilidades específicas do basquetebol para o processo de ensino-aprendizagem-treinamento do atleta infanto-juvenil moçambicano foram estabelecidos de acordo com o sexo e foi possível situar os atletas amostrados dentro dos pontos de corte propostos.

Palavras-chave: Exercício. Resistência Física. Atletas.

Biografia do Autor

Bernardo Pedro Matsimbe, Universidade Pedagógica de Moçambique Faculdade de Educação Física e Desporto Membro do Laboratório de Metodologia do Ensino dos Esportes

Mestre em Ciencias do Desporto pela Universidade Pedagógica - Moçambique(2011). Assistente Universitário da Universidade Pedagógica - Moçambique
Área: Ciências da Vida

César Milagres Silva, Universidade Federal de Ouro Preto

Membro do Laboratório de Metodologia do Ensino dos Esportes (LAMEES)

Centro Desportivo da UFOP (CEDUFOP)

Leonardo Lúcio Nhantumbo, Universidade Eduardo Mondlane Escola Superior de Ciência do Desporto
PhD em Ciências do Desporto
Professor Auxiliar - ESCIDE 
Antropologia Física 
Área: Ciências da Vida
Siomara Aparecida da Silva, Universidade Federal de Ouro Preto

Prof.ª Dr.ª Siomara A. Silva
Pós-doutorado em Ciências do Movimento Humano

Universidade Federal de Ouro Preto - Centro Desportivo - CEDUFOP

Coordenadora do Laboratório de Metodologia do Ensino dos Esportes - LAMEES

Referências

Referências

Tavares F, Greco PJ, Garganta J. Perceber, conhecer, decidir e agir nos jogos desportivos coletivos. In: Tani G, Bento JO, Petersen RDS, editores. Pedagogia do Desporto. Rio de Janeiro (RJ): Guanabara Koogan; 2006. p. 284-298.

Paes RR, Pimentel RM, Galatti LR. Pedagogia do esporte e iniciação esportiva tardia: perspectivas a partir da modalidade basquetebol. Revista Pensar a Prátiva, Goiânia. 2010;13:1-15.

Greco PJ. O ensino-aprendizagem-treinamento dos esportes coletivos: uma análise inter e transdiciplinar. In: Garcia ES, Lemos KLM, editores. Temas atuais VII em Educação Física e Esportes. Belo Horizonte (BH): Health; 2002. p. 53-78.

Mesquita I. Modelação das habilidades técnicas nos jogos desportivos. In: Garganta J, editor. Horizontes e órbitas no treino dos jogos desportivos. Porto - Portugual: Faculdade de Desporto da U. Porto (FADEUP); 2000. p. 73-89.

Bento JO. Desporto: Discurso e Substância. Portugal: Ed. Campo das Letras; 2004. p. 374.

Kroger C, Roth K. Escola da Bola: Um ABC para iniciantes nos jogos esportivos. São Paulo (SP): Phorte; 2002. p. 208.

Morales JCP, Silva EG, Matias CJAS, Reis RA, Greco PJ. Processo de ensino-aprendizagem-treinamento no minibasquetebol. Fitness & Performance. 2010;8:349-59.

Tani G, Basso L, Corrêa UC. O ensino do esporte para crianças e jovens: Considerações sobre uma fase do processo de desenvolvimento motor esquecida. Revista Brasileira Educacao Física Esporte, Sao Paulo. 2012;26:339-350.

Gallahue DL, Ozmun JC. Compreedendo o desenvolvimento motor: Bebes, criancas, adolescents e adultos. São Paulo (SP): Phorte; 2003. p. 488.

Silva MV, Greco PJ. A influência dos métodos de ensino-aprendizagem-treinamento no desenvolvimento da inteligência e criatividade tática em atletas de futsal. Revista brasileira de Educacao Física e Esporte, Sao Paulo. 2009;23:297-307.

Greco PJ, Benda RN. Iniciação ao esporte: uma escola da bola para crianças e adolescentes. In: Rose JD, editor. Modalidades esportivas coletivas. Rio de Janeiro (RJ): Guanabara Koogan; 2006. p. 180-193.

Magill RA. Aprendizagem motora: conceitos e implicações. São Paulo: Edgar Blücher; 2000. p. 369.

Benda RN. Aprendizagem motora e a coordenação no esporte escolar. Revista Mineira de Educacao Física, Viçosa. 2001;9:74-82.

Silva SA. Bateria de Testes para medir a Coordenação com Bola de Crianças e Jovens. [Tese de Doutorado]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2010.

Maia JAR, Lopes VP. Estudo do Crescimento Somático, aptidão física, actividade física e capacidade de coordenação corporal de crianças do 1º Ciclo do Ensino Básico da Região Autônoma dos Açores. Porto - Portugal: Faculdade de Desporto da U. Porto (FADEUP); 2002. p. 105.

Prista A, Maia JAR, Damasceno A, Beunen G. Anthropometric indicators of nutritional status: implications for fitness, activity, and health in school-age children and adolescents from Maputo, Mozambique. American Journal Society for Clinical Nutrition. 2003;77:952-9.

Nhantumbo L, Maia J, Saranga S, Prista A. Atividade física em crianças e jovens residentes em uma comunidade rural moçambicana: Efeitos da idade, sexo e estado nutricional. Revista Panam Salud Publica. 2008;23:171-8.

Coelho e Silva MJ, Carvalho MH, Gonçalves CE, Figueiredo AJ, Elferink-Gemser MT, Philippaerts RM, et al. Growth, maturation, functional capacities and sport-specific skills in 12-13 year-old- basketball players. Journal Sports Medicinal Physical Titness. 2010;50:74-81.

Guedes DP. Crescimento e desenvolvimento aplicado à Educação Física e ao Esporte. Revista Brasileira de Educação Física e Esportes, São Paulo. 2011;25:127-40.

Bustamante A, Beunen G, Maia J. Valoración de la aptitud física en niños y adolescentes: Construcción de cartas percentílicas para la región Central del perú. Revista Peru Med Exp Salud Publica. 2012;29:188-197.

Malina RM, Coelho e Silva MJ, Figueiredo AJ, Carling C, Beunen GP. Interrelationships among invasive and non-invasive indicators of biological maturation in adolescent male soccer players. Journal of Spors Sciences. 2012;30:1705-1717.

Mello JB, Hernandez MS, Farias VM, Pinheiro EdS, Bergmann GG. Aptidão física relacionada ao desempenho motor de adolescentes de Uruguaiana, Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Ciências e Movimento. 2015;23:72-79.

Silva SA, Zampier JELC, Silva FL. Valores de referência da coordenação com bola. Revista Acta Braseleira do Movimento Humano. 2016;6:28-39.

Ortega FB, Artero EG, Ruiz JR, España-Romero V, Jiménez-Pavón D, Vicente-Rodriguez G, et al. Physical fitness levels among European adolescents: the Helena study. Journal Sports Medicine. 2011;45:20-29.

Moreira VJP, Matias CAS, Greco PJ. A influência dos métodos de ensino-aprendizagem-treinamento no conhecimento tático processual no futsal. Motriz, Rio Claro. 2013;19:84-98.

Silva SA. Ensino dos jogos esportivos na Educação Física escolar: o desenvolvimento da capacidade de jogo. Revista brasileira Ciência e Movimento. 2015;23:95-102.

Instituto Nacional de Estatística Gabinete do Presidente. IV Recenseamento Geral da População e Habitação. Censo 2017 [Relatório da Internet]. 2017. Disponível em http://www.ine.gov.mz [2018 fev 22].

Bosco C, Luhtanen P, Komi PV. A Simple Method for Measurement of Mechanical Power in Jumping. Eur J Appl Physio. 1983;50:273-282.

Gaya ACA. Projeto esporte Brasil: Manual de Aplicação de Medidas e Testes, Normas e Critérios de Avaliação Porto Alegre - RS. Manual PROESP-br [manual da internet]. 2015. Disponível em http://www.proesp.ufrgs.br [2018 fev 22].

Kirkendall DR, Joseph GJ, Robert EJ. Measurement and Evaluation for Physical Educators. Human Kinetics Publishers: Human Kinetics; 1987. p. 576.

Weineck J. Treinamento Ideal. São Paulo (SP) : Editora Manole Ltda; 2003. p. 170.

Matsudo VKR, Araújo TL, Oliveira LC. Há ciência na detecção de talentos? Revista Actividade Física e Medicina Desportiva. 2007;12:196-199.

Verardi CEL, Lobo APS, Amaral VE, Freitas VL, Hirot VB. Análise da aptidão física relacionada à saúde e ao desempenho motor em crianças e adolescentes da cidade de Carneirinho- MG. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte. 2007;6:127-134.

Dorea V, Ronque ERV, Cyrino ES, Junior HS, Gobbo LA, Carvalho FO, et al. Aptidão Física Relacionada à Saúde em Escolares de Jequié, BA, Brasil. Rev Bras Med Esporte. 2008;14:494-499.

Carvalho HM, Coelho e Silva MJ, Figueiredo AJ, Goncalves CE, Castagna C, Philippaerts RM, et al. Cross-Validation and Reliability of the Line-Drill Test of Anaerobic Performance in Basketball Players 14–16 Years. Journal of Strength and Conditioning Research. 2011;25:1113-1119.

Coelho e Silva MJ, Figueiredo AJ, Carvalho HM, Malina RM. Functional capacities and sport-specific skills of 14- to 15-year-old male basketball players: Size and maturity effects. Journal of Sports Science. 2008;8:277-285.

Santos EJAM, Janeira MAAS. The effects of resistance training on explosive strength indicators in adolescent Basketball players. Journal of Strength and Conditioning Research. 2012;26:2641-2647.

Daronco LSE, Felden ÉPG, Teixeira CS, Andrade RD, Claumann GS, Neto CSP. Capacidade explicativa dos componentes da aptidão física para a proficiência motora e inteligência corporal-cinestésica em adolescentes. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. 2017;25:60-68.

Mosqueira CH, Vasquez DH, Vargas AC, Quezada HC, Silva SFD, Pavez-Adasme G, et al. Tablas de referencia para aspectos antropométricos y de condición física en estudiantes varones chilenos de 10 a 14 años. Revista Nutrición Hospitalaria. 2016;33:1379-1384.

Re AHN. Crescimento, maturação e desenvolvimento na infância e adolescência: Implicações para o esporte. Motricidade. 2011;7:55-67.

Publicado
2020-05-28
Seção
Artigos