Use of Bandage in the Care Service of Occupational Therapy with a Child with Developmental Delay

CBP Martins

Resumo


Abstract

The developmental delay is a condition in which the child is not developing and/or does not reach skills in accordance with the sequence of pre-determined stages. It is associated to several conditions of childhood, some of them are genetic, such as Down's syndrome. We know that the child with DS, in most cases, presents a slower neuropsychomotor development  than a child without the syndrome, this is due to the hypotonia, and mental retardation (mild to moderate) presented, and that stimulating  the same to develop in accordance with the standard is very important. Based on the idea that all children learn through sensory and motor stimuli, and that the bandage provides sensory and proprioceptive stimuli in the individual who uses it. The objective of this study was to report on the use of the elastic bandage as a support in the stimulation of typical child development in a child with DS. Type of Study: Case study with a child aged 1 year and 5 months. The occupational therapist conducted homecare encouraging them to perform all the steps of the neuropsychomotor development through sensory, motor stimulation, and play. The bandage was applied with the goal to stabilize the ankle in the standing position, exercise the erector muscles of  the column and stabilizers of the trunk to the seated position - on foot; and brachial triceps workout in position of crawling. We could realize a positive result in the child’s psychomotor development  with the aid of the elastic bandage, providing improvement in her  performance.

 

Keywords: Athletic Tape. Occupational Therapy. Down Syndrome.

 

Abstract

O atraso do desenvolvimento é uma condição em que a criança não está se desenvolvendo e/ou não alcança habilidades de acordo com a sequência de estágios pré-determinados. Está associado a várias condições da infância, algumas delas são genéticas, como a síndrome de down. Sabemos que a criança com SD, na maioria dos casos, apresenta um desenvolvimento neuropsicomotor mais lento que uma criança sem a síndrome, isto se deve a hipotonia e ao retardo mental (leve a moderado) apresentados, e que estimular a mesma a se desenvolver de acordo com o padrão é muito importante. Baseado na ideia de que toda criança aprende através de estímulos sensoriais e motores, e que a bandagem proporciona estímulos sensoriais e proprioceptivos no indivíduo que a usa. O objetivo do estudo foi relatar sobre o uso da bandagem elástica como auxilio na estimulação do desenvolvimento infantil típico em uma criança com SD. Tipo de Estudo: Estudo de caso com uma criança com 1 ano e 5 meses. A terapeuta ocupacional realizou atendimento domiciliar estimulando-a a realizar todas as etapas do desenvolvimento neuropsicomotor através de estimulações sensoriais, motoras e do brincar. A bandagem foi aplicada com as metas de estabilizar tornozelo na posição em pé, exercitar a musculatura de eretores da coluna e estabilizadores do tronco para posição sentado - em pé; e exercitar o tríceps braquial na posição de engatinhar. Podemos perceber um resultado positivo no desenvolvimento neuropsicomotor da criança com o auxílio da bandagem elástica, proporcionando melhora no seu desempenho.

 

Palavras-chave: Fita Atlética. Terapia Ocupacional. Síndrome de Down.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17921/2447-8938.2019v21n3p326

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Journal of Health Sciences