Using Thermography as an Follow-up of Clinical Evolution in Children with Duchenne Muscular Dystrophy after Therapy Taping® Method

C Iwabe, AL Pinto, JR N Morini, CD Sanches, ARM Santos

Resumo


Abstract

Infrared thermography (TI) is a  precise method of assessing  that enables the visualization of thermal changes of the skin surface that can be used in children with Duchenne muscular dystrophy (DMD) for association with the dysfunctional diagnosis and efficacy of physiotherapy techniques. The objective of this study was to analyze the use of IT in directing post clinical use of elastic bandage in children with DMD. Type of study: experimental. 5 children  were selected with DMD, walking and wheelchair users, attended  in Physiotherapy clinic of  Faculdade Unimetrocamp/Wyden. The  cutaneous thermal changes were assessed  through the thermographic examination of the body region where the bandage was applied. Then the  elastic bandage following the Therapy Taping®  method was applied during three months in the oblique  and quadriceps muscles in the walking group   and wrist extensors and scalene bilaterally in  the wheelchair users. Decreased body temperature of muscle segments assessed in all children was observed. With the progression of the disease, the impairment becomes increasingly incapacitating, observing a higher rate of  intramuscular adipose tissue, causing to exist few intact muscle fibers, bringing about thermal changes in the children of this study. The use of TI  can be a useful instrument for monitoring the clinical evolution of children with DMD along the time.

 

Keywords: Muscular Dystrophy, Duchenne. Athletic Tape.  Thermography.

 

Resumo

Termografia infravermelha (TI) é um método de avaliação preciso que possibilita a visualização das alterações térmicas da superfície cutânea que pode ser utilizado em crianças com Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) para associação ao diagnóstico disfuncional e eficácia de técnicas fisioterapêuticas. O objetivo desse estudo foi analisar o uso da TI no direcionamento clínico pós uso da bandagem elástica em crianças com DMD. Tipo de estudo: experimental. Foram selecionadas cinco crianças com DMD, deambulantes e cadeirantes, atendidos na Clínica de Fisioterapia da Faculdade Unimetrocamp/Wyden. Inicialmente foi mensurado as alterações térmicas cutânea através do exame termográfico da região corporal que foi aplicado a bandagem. A seguir aplicou-se a bandagem elástica seguindo o Método Therapy Taping® durante três meses nos músculos oblíquos e quadríceps no grupo deambulante e nos extensores de punho e escalenos bilateralmente no cadeirante. Observou-se diminuição da temperatura corpórea dos segmentos musculares avaliados em todas as crianças. Com a progressão da patologia, o comprometimento se torna cada vez mais incapacitante, observando-se um maior índice de tecido adiposo intramuscular, fazendo com que haja poucas fibras musculares integras, ocasionando alterações térmicas das crianças deste estudo. O uso da TI pode ser um instrumento útil para acompanhamento da evolução clínica de crianças com DMD ao longo do tempo.

Palavrras-chave: Distrofia Muscular de Duchenne. Fita Atlética. Thermografia.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17921/2447-8938.2019v21n3p327

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Journal of Health Sciences