Sports Dentistry and Sports Medicine: an Analysis by Brazilian Regions

  • Thamyres Maria Silva Simões Universidade Estadual da Paraíba
  • Maria Helena Chaves de Vasconcelos Catão Universidade Estadual da Paraíba

Resumo

Abstract
The aim of this study was to quantitatively assess the number of dentists who are specialists in Sports Dentistry and Specialist Physicians who are specialists in Sports Medicine, according to the Brazilian regions. The total number of dentists and doctors in Brazil and specialists in Sports Dentistry and Sports Medicine was collected on the websites of the Federal Council of Dentistry (CFO) and the Federal Council of Medicine (CFM), respectively. All data used in this research are publicly accessible. Rio de Janeiro and Minas Gerais are the Brazilian states with the largest number of specialist dentists in Sports Dentistry (n = 5) and São Paulo, the state with the highest number of sports medicine specialists (n = 236). By Brazilian regions, it was observed that most professionals specialized in Sports Dentistry (55.6%) and Sports Medicine (49.5%) are located in the Southeast region. In the Northeast region, for each specialist in Sports Dentistry, there are 109 physicians specialized in this therapy (1/109). There is a small number of dentists who are specialists in Sports Dentistry, when compared to the number of physicians specialized in Sports Medicine, mainly in the North and Northeast regions of the country.

Keywords: Dentistry. Sports. Sports Medicine. Oral Health.

Resumo
O objetivo deste estudo foi avaliar quantitativamente o número de cirurgiões-dentistas especialistas em Odontologia do Esporte e médicos especialistas em Medicina Esportiva, de acordo com as regiões brasileiras. O número total de cirurgiões-dentistas e médicos no Brasil e de especialistas em Odontologia do Esporte e Medicina Esportiva, foi coletado nos sites do Conselho Federal de Odontologia (CFO) e Conselho Federal de Medicina (CFM), respectivamente. Todos os dados utilizados nesta pesquisa são de acesso público. O Rio de Janeiro e Minas Gerais são os estados brasileiros com o maior número de cirurgiões-dentistas especialistas em Odontologia do Esporte (n=5) e São Paulo, o estado com o maior número de médicos especialistas em Medicina Esportiva (n=236). Por regiões brasileiras, observou-se que a maioria dos profissionais especialistas em Odontologia do Esporte (55,6%) e em Medicina Esportiva (49,5%) estão localizados na região Sudeste. Na região Nordeste, para cada especialista em Odontologia do Esporte, existem 109 médicos com especialização nesta terapia (1/109). Há uma pequena quantidade de cirurgiões-dentistas especialistas em Odontologia do Esporte, quando comparados ao número de médicos especialistas em Medicina Esportiva, principalmente nas regiões Norte e Nordeste do país.

Palavras-chave: Odontologia. Esportes. Medicina Esportiva. Saúde Bucal.

Biografia do Autor

Thamyres Maria Silva Simões, Universidade Estadual da Paraíba

Doutoranda em Odontologia, Bolsista CAPES/FAPESQ - BRASIL pelo Programa de Pós-Graduação em Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), 58429-500, Campina Grande, Paraíba, Brasil.

Maria Helena Chaves de Vasconcelos Catão, Universidade Estadual da Paraíba

Professora Doutora do Programa de Pós-Graduação em Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), 58429-500, Campina Grande, Paraíba, Brasil.

Referências

Hernandez AJ. Perspectivas profissionais da Medicina do Esporte. Rev Med. 2012; 91(1):9-13.doi: https://doi.org/10.11606/issn.1679-9836.v91i1p9-13.

Pastore GU, Moreira M, Bastos R, Galotti M, Leonardi MFP. Odontologia do esporte – uma proposta inovadora. Rev Bras Med Esporte. 2017; 23(2).

Janket S, Qvartnströn M, Meurman JH, Baird AE, Nuutinen P, Jones JA. Asymptotic dental score and prevalent coronary heart disease. Circulation. 2004; 109:1095-100. doi: https://doi.org/10.1161/01.CIR.0000118497.44961.1E.

Matilla KJ, Pussinen PJ, Paiu S. Dental infections and cardiovascular diseases: a review. J Periodontol. 2005;76(11):1085-8. doi: https://doi.org/10.1902/jop.2005.76.11-S.2085.

Alves DCB, Anjos VDL, Giovannini JFBG, Lima RPE, Souza SM. Odontologia no esporte: conhecimento e hábitos de atletas do futebol e basquetebol sobre saúde bucal, Rev Bras Med Esporte. 2017; 23(5).

Assis C. Os rumos da odontologia do esporte no Brasil. Rev Bras Odontol. 2013;70(2):160-4.

Conselho Federal de Odontologia. Odontologia do Esporte agora é especialidade. Disponível em: http://cfo.org.br/website/odontologia-do-esporte-agora-e-especialidade/. Acesso: 06 de janeiro de 2020.

Costa SS, Maia DAC, Costa IZ, Chauvin Netto JF, Feitosa EA, Venâncio AEF, Fidelis RT. Odontologia desportiva: melhor performance com a atuação do dentista na prática da atividade física. Coleção Pesquisa em Educação Física. 2015;14(4):131-13.

Dhillon BS et al. Guarding the precious smile: incidence and prevention of injury in sports: a review. J I Oral Health. 2014:104-107.

Costa SS. Odontologia desportiva na luta pelo reconhecimento. Rev Odontol Univ. 2009;21(2):162-8.

Smith WS, Kracher CM. Sports-Related Dental Injuries and Sports Dentistry. Dent Assist. 1998;67(3):12-6.

Andrade LGN, Silva MA, Giffoni JJ, Castro Filho CS. Os desafios da odontologia no esporte: uma nova perspectiva: revisão de literatura. Revista Diálogos Acadêmicos. 2017; 6 (2).

Bastos RS, Vieira EMM, Simões CAD, Peres SHC, Caldana ML, Lauris JRP. Odontologia desportiva: proposta de um protocolo de atenção à saúde bucal do atleta. Rev Gaúcha Odontol. 2013; 61:461-8.

Silva AA, Bittencourt NFN, Mendonça LM, Tirado MG, Sampaio RF, Fonseca ST. Análise do perfil, funções e habilidades do fisioterapeuta com atuação na área esportiva nas modalidades de futebol e voleibol no Brasil. Rev Bras Fisioter. 2011;15(3):219-26.

Santos TFM. Comportamentos de saúde oral e hábitos nutricionais associados à atividade física – estudo piloto. Dissertação apresentada à Universidade Católica Portuguesa [mestrado]. Instituto de ciências da Saúde. Viseu, 2013, 145 p.

Silva AMG, De Bonis R. Odontologia desportiva: a influência da saúde bucal na performance dos atletas da vila olímpica de Manaus. BIUS. 2018; 9(1).

Publicado
2020-12-21
Seção
Artigos