Educação em saúde na prevenção à violência e a exploração sexual da criança e do adolescente

  • Marco Aurélio da Silva

Resumo

Percebemos que em pleno século XXI muitos jovens ainda estão expostos a mensagens errôneas sobre sexualidade as quais muitas vezes são implícitas e/ou explícitas sobre as temáticas sexo e sexualidade. Porém os mesmos interpretam, à sua maneira, essas informações, sejam elas educativas ou não, podendo responder diferentemente com descrenças, negações, esquecimentos ou assimilação errada à mesma mensagem. Por entendermos que a escola é o melhor lugar para discutirmos a educação sexual. Pois dentro do âmbito escolar os mecanismos de exclusão e falta de informações seriam mais facilmente debatidos, esclarecidos e orientados pelos educadores multiprofissionais. Neste sentido, torna-se necessário um maior esclarecimento acerca de tais questões, a fim de propiciar mais clareza aos educandos sobre a referida temática.Desta forma busca-se fazer um levantamento bibliográfico sobre a referida temática no âmbito da educação brasileira. Sempre se faz necessário uma reflexão-ação no âmbito escolar no que se refere à temática sexualidade, pois uma das funções do educador é orientar e esclarecer os educandos. Desta forma conscientizando-os sobre os valores em exercer sua sexualidade de uma forma que seja responsável, sem trazer conseqüências para seu futuro.
Publicado
2015-07-07
Seção
Artigos