Prevalência de Fatores de Risco Cardiovascular Entre Homens e Mulheres Participantes de um Evento de Promoção da Saúde

  • Aline Veroneze de Mello Universidade de São Paulo, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Nutrição em Saúde Pública. SP, Brasil. http://orcid.org/0000-0002-1958-6916
  • Luana Romão Nogueira Instituto PENSI. SP, Brasil. http://orcid.org/0000-0003-1125-5765
  • Camila Kelly Sena Universidade Presbiteriana Mackenzie. SP, Brasil.
  • Edeli Simioni de Abreu Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). SP, Brasil.

Resumo

As doenças cardiovasculares representam a principal causa de óbitos no Brasil. Portanto, o objetivo deste trabalho foi identificar fatores de risco cardiovascular entre participantes de um evento para promoção da saúde. Trata-se de um estudo transversal, realizado com alunos e funcionários de uma Universidade particular de São Paulo, que participaram do evento de saúde. As variáveis do estudo foram: sexo, idade, hipertensão, diabetes, hipercolesterolemia, atividade física, tabagismo, consumo de álcool, consumo alimentar de risco cardiovascular (questionário de frequência alimentar), medidas antropométricas (estatura, peso e circunferência da cintura) e Índice de Massa Corporal (IMC). Para avaliação do risco cardiovascular (RCV) global foi estabelecido um escore. Na população geral, os principais fatores foram consumo de bebida alcoólica, inatividade física, excesso de peso e circunferência de cintura aumentada. Sedentarismo, consumo de bebida alcoólica e o excesso de peso foram os principais fatores de risco identificados entre os homens (43,86%, 59,65% e 57,89%, respectivamente). Já entre as mulheres, o principal fator de risco foi sedentarismo. Foi encontrada forte associação entre as variáveis, com valor de correlação positiva, entre IMC e CC para população total (0,9020; p<0,001), entre homens (0,8846; p<0,001) e mulheres (0,9099; p<0,001). Alimentos com elevada frequência de consumo: carne bovina não processadas, carnes processadas, alimentos industrializados, molhos industrializados, além da utilização de temperos prontos. Apenas 4% da população do estudo apresentou alto risco cardiovascular, enquanto 71% apresentam um risco cardiovascular médio. Assim, eventos de saúde devem ser estimulados como auxiliadores na prevenção de doenças e promoção da saúde entre homens e mulheres.

Palavras-chave: Doenças Cardiovasculares. Promoção da Saúde. Qualidade de Vida.

 

Abstract

Cardiovascular diseases represent the leading cause of death in Brazil. Therefore, the objective of this study was to identify cardiovascular risk factors among participants of a health promotion event. This is a cross-sectional study carried out  with students and staff from  a private university in São Paulo who participated in the health event. The study variables were gender, age, hypertension, diabetes, hypercholesterolemia, physical activity, smoking, alcohol consumption, cardiovascular risk food consumption (food frequency questionnaire), anthropometric measurements (height, weight and waist circumference) and body mass index (BMI). To assess the overall cardiovascular risk (CVR) a score was established. In the general population, the main factors were alcohol consumption, physical inactivity, overweight and increased waist circumference. Physical inactivity, alcohol consumption and overweight were the main risk factors identified among men (43.86%, 59.65% and 57.89%, respectively). Among women, the main risk factor was sedentary lifestyle. A strong association was found among  the variables, with a positive correlation value, between BMI and WC for the total population (0.9020; p <0.001), between men (0.8884; p <0.001) and women (0.9099; p <0.001). Foods with high consumption frequency: unprocessed beef, processed meats, processed foods, processed sauces in addition to the use of ready seasonings. Only 4% of the study population had a high cardiovascular risk, while 71% had a medium cardiovascular risk. Thus, health events should be encouraged as aids in disease prevention and health promotion among men and women.

Keywords: Cardiovascular Diseases. Health Promotion. Quality of Life.

Publicado
2020-05-27
Seção
Artigos