Desempenho Agronômico de Cultivares de Soja Precoce em Função de Doses de Pó-de-Ametista

  • Karen Annie Dias de Morais Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, MS, Brasil.
  • Alan Mario Zuffo Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Agronomia, MS, Brasil http://orcid.org/0000-0001-9704-5325
  • Jorge González Aguilera Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Agronomia, MS, Brasil.
  • Francisco Mendes de Oliveira Neto Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, MS, Brasil.
  • Elicia Lidiane Santos da Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, MS, Brasil.
  • Rafael Felippe Ratke Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Agronomia, MS, Brasil.

Resumo

A incorporação de pó-de-ametista no solo pode promover a remineralização e incrementar a produtividade da cultura da soja. Portanto, o objetivo com o presente trabalho foi avaliar o desempenho e as características agronômicas de cultivares de soja precoce após a aplicação superficial de pó-de-ametista no solo. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, disposto em esquema fatorial 2×4, com quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos por duas cultivares de soja (Brasmax Foco IPRO e Brasmax Desafio IPRO) e quatro doses de pó de rocha [0 (controle), 3, 6 e 9 t ha-1], cuja fonte é resíduo de uma mineradora de pedra ametista. Na colheita foram determinados: a altura das plantas, a inserção do primeiro legume, o número de legumes, o número de grãos por legume, a massa de mil grãos, produtividade de grãos e o teor de proteína dos grãos. A aplicação de pó-de-ametista resultou em aumento no número de legumes por plantas, todavia, não alterou a produtividade de grãos, independentemente das doses.

 

Palavras-chave: Glycine max L. Merrill. Pó-de-Rocha. Remineração.

 

Abstract

The incorporation of amethyst powder in the soil can promote remineralization and increase the productivity of the soybean crop. Therefore, the objective of the present work was to evaluate the performance of the agronomic characteristics of early soybean cultivars after the surface application of amethyst powder in the soil. The experimental design was a randomized complete block design, arranged in a 2×4 factorial scheme, with four replications. The treatments consisted of two soybean cultivars (Brasmax foco IPRO and Brasmax Desafio IPRO) and four doses of rock dust [0 (control), 3, 6 and 9 t ha-1], whose source is the residue of an amethyst stone miner. At harvest, the height of the plants, the insertion of the first legume, the number of legume, the number of grains per legume, the mass of one thousand grains, the grain yield were determined and the protein content of the grains. The application of amethyst powder resulted in an increase in the number of vegetables per plant, however, it did not alter the grain yield, regardless of the doses

.

Keywords: Glycine max L. Merrill. Rock Dust. Remineralization.

Referências

AGUIAR, A.P. Uso do resíduo da mineralização de esmeraldas da Província Esmeraldífera de Nova Era em solo agrícola. 98f. Dissertação (Mestrado em Geologia) - Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo horizonte, 2013.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Brasília, DF: MAPA/ACS, 2009. 399p.

CONAB. Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra brasileira: grãos, décimo primeiro levantamento, agosto 2019. Brasília: Conab, 2019. 107p.

DETMANN, E.; QUEIROZ, A.C.; CABRAL, L.S. Avaliação do nitrogênio total (proteína bruta) pelo método de Kjeldahl. In: DETMANN, E. et al. (Eds.). Métodos para análise de alimentos - INCT - Ciência Animal. Visconde do Rio Branco: Suprema, 2012. v.1, cap. 4, p.51-68.

DUARTE, W.M. Potencial das rochas flogopitito, granito e sienito na disponibilização de pótassio em solos. 43f. Dissertação (Mestrado em Ciências dos Solos) - Centro de Ciências Agroveterinárias, Lages, 2010.

FELISBERTO, G. et al. Agronomic performance of RR soybean cultivars using different pre-sowing desiccation periods and distinct post-emergence herbicides. Afr. J. Agric. Res., v.10, n.34, p.3445-3452, 2015.

HANISCH, A. L. et al. Efeito de pó de basalto no solo e em culturas anuais durante quatro safras, em sistema de plantio direito. Rev. Bras. Agropecu. Sustent., v.3, n.2, p.100-107, 2013.

KORCHAGIN, J.; CANER, L.; BORTOLUZZI, E. C. Variability of amethyst mining waste: A mineralogical and geochemical approach to evaluate the potential use in agriculture. J. Clean. Prod., n.210, p.749-758, 2019.

MELO, V. F. et al. Doses de basalto moído nas propriedades químicas de um Latossolo Amarelo distrófico da savana de Roraima. Acta Amazon., v.42, n.4, p.471-476, 2012.

SANTOS, E.P.; FIOREZE, M.; BENATTI, M.E. Composição química e potencialidade do uso de resíduo de extração de pedra ametista como fertilizante agrícola. Rev. Eletr. Gest. Educ. Tecnol. Amb., v.20, n.1, p.515−523, 2016.

SEDIYAMA, T. Produtividade da soja. Londrina: Mecenas, 2016. 310p.

SILVA, A. da. et al. Fertilidade do solo e desenvolvimento de feijão comum em resposta adubação com pó de basalto. Rev. Bras. Ciênc. Agrár., v.7, n.4, p.548-554, 2012.

SOARES, I. O. et al. Interaction between soybean cultivars and seed density. Amer. J. Plant Sci., v.6, n.9, p.1425-1434, 2015.

THEODORO, S.H. et al. A Importância de uma Rede Tecnológica de Rochagem para a Sustentabilidade em Países Tropicais. Rev. Bras. Geogr. Fí., v.5, n.6, p.1390-1407, 2012.

ZUFFO, A. M. et al. Response of early soybean cultivars to nitrogen fertilization associated with Bradyrhizobium japonicum inoculation. Pesq. Agrop. Trop., v.48, n.4, p.436-446, 2018.

Publicado
2020-12-02
Seção
Artigos