Insetos como Bioindicadores de Áreas Degradadas ou em Processo de Restauração no Bioma Caatinga

  • Ariane Costa Agra Universidade Estadual de Santa Cruz, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biologia e Biotecnologia de Microrganismos. BA, Brasil.
  • Welber da Costa Pina Universidade do Estado da Bahia. BA.

Resumo

O bioma Caatinga tem sofrido com grandes processos de degradação ambiental, que leva a fragmentação, perda do habitat e a uma crescente preocupação por uma restauração deste ambiente. Os insetos respondem de diferentes maneiras ao habitar gradientes sucessionais, sendo importantes na detecção de ambientes alterados. Por isso, o objetivo foi construir uma pesquisa bibliográfica acerca dos estudos desenvolvidos na Caatinga com foco na utilização dos insetos em avaliação de processos de restauração, regeneração ou sucessão de áreas degradadas neste bioma. O acesso à bibliografia foi feito eletronicamente, buscou-se por artigos científicos, no portal Google Acadêmico e de periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, as buscas foram feitas entre 12/06/17 a 10/09/17 e em abril de 2020. As palavras chaves utilizadas foram em inglês e português e com relação ao tema proposto.  Dos 112 artigos selecionados, apenas 18 estudos foram foco da revisão. A ordem de inseto mais estudada em áreas degradadas e/ou processo de regeneração é Isoptera, seguidos pela ordem Coleoptera e Hymenoptera. Todos os estudos apontaram grupos de insetos como bioindicadores, mas os resultados sobre assembleias, composição e riqueza de espécies foram divergentes para determinados grupos. Os trabalhos são pontuais em algumas ordens de insetos, mas aparentemente estão em legítima expansão e, assim, o bioma carece urgentemente de um maior aporte de pesquisas científicas, que permitirá um maior entendimento dos processos que catalisam a regeneração da vegetação nativa e a melhoria na capacidade de manejo de áreas degradadas.

 

Palavras-chave: Degradação Ambiental. Insetos da Caatinga. Restauração Ambiental.

 

Abstract

The Caatinga biome has undergone major processes of environmental degradation, which leads to fragmentation, loss of habitat and a growing concern for the restoration of this environment. Insects respond in different ways to inhabit successional gradients, being important in detecting altered environments. Therefore, the objective was to build a bibliographic research about the studies developed in the Caatinga with a focus on the use of insects in the evaluation of restoration, regeneration or succession of degraded areas in this biome. Access to the bibliography was carried out electronically, scientific articles were searched on the google academic and of periodics of the Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel - CAPES, the searches were made between 06/12/17 to 09/10/17 and in April 2020. The keywords used were in English and Portuguese and in relation to the proposed theme. Of the 112 selected articles, only 18 studies were the focus of the review. The most studied insect order in degraded areas and / or regeneration processes is Isoptera, followed by Coleoptera and Hymenoptera. All studies pointed out groups of insects as bioindicators, but the results on assemblages, composition and species richness were divergent for certain groups. The works are punctual in some orders of insects, but it seems that they are in legitimate expansion and, thus, the biome urgently needs a greater contribution of scientific research, which will allow a greater understanding of the processes that catalyze the regeneration of native vegetation and improve the management capacity of degraded areas. 

Keywords: Environmental Degradation. Caatinga Insects. Environmental Restoration.

Publicado
2021-02-18
Seção
Artigos