Ácido Sórbico e Câncer Gastrointestinal: uma Revisão Integrativa

  • Renata Carmo de Assis Universidade Estadual do Ceará. CE, Brasil.
  • Thalyta Vasconcelos Pacheco Universidade Estadual do Ceará. CE, Brasil.
  • Ana Carolina Marinho Ferreira Instituto Superior de Tecnologia Aplicada- Inta-Uninta, Sobral, Ceará, Brasil.
  • Tayane Carneiro Cruz Universidade Estadual do Ceará. CE, Brasil.
  • Ana Bárbara Muniz Araújo Universidade Estadual do Ceará. CE, Brasil.
  • Carla Soraya Costa Maia Universidade Estadual do Ceará. CE, Brasil.

Resumo

A industrialização de alimentos resultou em um novo modelo alimentar altamente processado. O consumo de alimentos industrializados, aumenta a ingestão de aditivos alimentares, que possuem a função de preservação das características do alimento bem como melhorias nas propriedades sensoriais. Entretanto alguns estudos demonstram que se adicionados em quantidade elevadas para consumo podem levar a toxicidade. Assim, o objetivo do estudo foi revisar dados publicados que relacionam o uso do aditivo químico sorbato de potássio como conservante alimentar com o desenvolvimento de câncer gastrointestinal. Trata-se de uma revisão integrativa seguindo seis etapas distintas (1. Elaboração da pergunta norteadora; 2. Busca ou amostragem na literatura; 3. Coleta de dados; 4. Análise crítica dos estudos incluídos; 5. Discussão dos resultados e 6. Apresentação da revisão integrativa). Foi realizada entre os meses de março e abril de 2019 nas bases de dados: Periódicos CAPES, Pubmed, Biblioteca virtual Unicamp e Science Direct. Os descritores principais utilizados foram: “Potassium sorbate” e “Sorbic acid”, combinados com os descritores, “gastrointestinal neoplasia”, “Cancer of gastrointestinal tract” e “Neoplasia”. Após leitura dos títulos e resumos, foram incluídos oito artigos e, após leitura destes, permaneceram seis artigos. Diante dos artigos encontrados é possível afirmar que o ácido sórbico e o sorbato de potássio tem baixa relação com o desenvolvimento de câncer gastrointestinal.

 

Palavras-chave: Aditivos Alimentares. Ácido Sórbico. Neoplasias Gastrointestinais

 

Abstract

Food industrialization has resulted in a new highly processed food model. The consumption of industrialized food increases the  food additives intake, which have the function of preserving the food characteristics as well as improving sensory properties. However, some studies show that if added in high amounts for consumption they can lead to toxicity. Thus, the objective of the study was to review published data that relate the use of the chemical additive potassium sorbate as a food preservative with the development of gastrointestinal cancer. It is an integrative review following six distinct steps (1. Preparation of the guiding question; 2. Searching or sampling in the literature; 3. Data collection; 4. Critical analysis of the studies included; 5. Discussion of the results and 6. Presentation of the integrative review). It was held between March and April 2019 in the databases: CAPES Periodicals, Pubmed, Virtual Library Unicamp and Science Direct. The main descriptors used were: "Potassium sorbate" and "Sorbic acid", combined with the descriptors "gastrointestinal neoplasia", " Gastrointestinal tract cancer" and "Neoplasia". After reading the titles and abstracts, eight articles were included and, after reading them, six articles remained. It is possible to affirm that sorbic acid and potassium sorbate have a low relation with the development of gastrointestinal cancer. 

 

Keywords: Food Additives. Sorbic Acid. Gastrointestinal Neoplasms.

Publicado
2021-02-18
Seção
Artigos