Expedição Insulina: Avaliando o Acondicionamento da Insulina Durante Atividades de Lazer

Resumo

A má conservação dos frascos e canetas de insulina, decorrentes da exposição a altas temperaturas, é uma das principais causas para um mau controle glicêmico. O estudo se propôs a realizar algumas pesquisas de campo com o objetivo de avaliar comparativamente as formas de acondicionamento da insulina, em relação a sua temperatura, durante as atividades de lazer.  A pesquisa é do tipo descritivo-explicativa, realizada no período de maio de 2018 a abril de 2019. O estudo foi executado áreas de atividades de lazer. Foram realizadas medições de temperatura em frascos e canetas aplicadoras de insulina acondicionadas em recipientes diversos. Algumas formas de acondicionamento não conseguiram manter sempre o frasco da insulina em temperaturas ideais, quando expostas a temperaturas ambientes elevadas. Nas medições dos frascos de insulina, a bolsa térmica vazia ou com somente um gelo flexível, uso de isopor vazio e ausência de recipiente térmico foram medidas ineficazes para a conservação da medicação. Em relação às canetas aplicadoras medições mostraram que só o uso do estojo próprio, recomendado pelo fabricante, não conseguiu manter a insulina em temperatura recomendada. O conhecimento gerado nesta pesquisa tem o potencial de influenciar positivamente a vida dos usuários de insulina, pois impacta diretamente na forma como se realiza as atividades de lazer. Desta forma, com estas recomendações é possível promover melhor qualidade de vida aos portadores de diabetes mellitus usuários de insulina, já que poderão conciliar seu tratamento medicamentoso com suas atividades de lazer.

 

Palavras-chave: Insulina. Transporte. Temperatura Elevada. Atividades de Lazer.

Abstract

The bad conservation of insulin vials and pens, due to exposure to high temperatures, is one of the main reasons for poor glycemic control. The study proposed to carry out some field research with the objective of comparatively evaluating the forms of insulin storage , in relation to its temperature, during leisure activities. The research is  descriptive-explanatory type, carried out from May 2018 to April 2019. The study was conducted in  leisure activities areas. Temperature measurements were made in vials and insulin pens conditioned in different containers. Some storage forms  have not always managed to keep the insulin vial at ideal temperatures when exposed to elevated temperatures. In the measurements of insulin vials, the empty thermal bag or with only a flexible ice, the use of empty Styrofoam and the absence of thermal container were ineffective actions for the medication conservation. Regarding the applicator pens, measurements showed that only the use of the case itself, recommended by the manufacturer, failed to keep the insulin at the recommended temperature. The knowledge created in this research has the potential to positively influence the insulin users’ lives, as it directly impacts the way leisure activities are performed. Thus, with these recommendations it is possible to improve the quality of life of people with diabetes mellitus, insulin users, once they will be able to reconcile their drug treatment with their leisure activities.

 

Keyword: Insulin. Transportation. Hot Temperature. Leisure Activities.

Publicado
2021-02-18
Seção
Artigos