Relationship of Conception Rate with Antral Follicle Count, Nutritional Parameters and Animal Behavior in Brahman Cows Submitted to TAI

  • Maria Eduarda Scheel Bomtempo Universidade Estadual de Londrina, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Clínicas Veterinárias. PR, Brasil.
  • Marcela Bortoletto Cerezetti Universidade Estadual de Londrina, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Clínicas Veterinárias. PR, Brasil.
  • Fábio Lucas Zito de Moraes Universidade Estadual de Londrina, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Clínicas Veterinárias. PR, Brasil.
  • Renan Carlos Vicentin de Campos Silva Unopar e Universidade Estadual de Londrina, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Clínicas Veterinárias. PR, Brasil.
  • Elis Lorenzetti Unopar e Universidade Estadual de Londrina, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Clínicas Veterinárias. PR, Brasil.
  • Fábio Morotti Unopar e Universidade Estadual de Londrina, Programa de Pós-Graduação em Stricto Sensu Clínicas Veterinárias. PR, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-4476-6449

Resumo

Melhorar o desempenho reprodutivo é importante para aumentar a lucratividade das propriedades. Assim, nós avaliamos a contagem de folículos antrais (CFA), o escore de condição corporal (ECC), o peso vivo e o comportamento animal sobre à taxa de concepção de vacas Brahman submetidas à inseminação artificial em tempo-fixo (IATF). Vacas (n=122) receberam um protocolo convencional de IATF de três manejos (D0, 8 e 10) a base de estrógeno e progesterona, além do monitoramento da expressão de estro antes da inseminação. O ECC e o comportamento animal foram avaliados em todos os dias do protocolo, o peso foi mensurado no D0 e no diagnóstico de gestação (D40) e a CFA no D0. Para análise, estabeleceu-se os grupos de CFA (baixa, intermediária e alta), do comportamento (calma, inquieta e agitada), do peso (ganhando, mantendo e perdendo) e do ECC (ganhando, mantendo e perdendo). A taxa de concepção geral foi de 50%, e não esteve associada (p>0,05) a classificação da CFA (baixa/52,6%, intermediária/50,9% e alta/45,4%), do peso (ganhando/43,0%, mantendo/54,7% e perdendo/47,1%), do ECC (ganhando/44,0%, mantendo/54,3% e perdendo/37,5%) e do comportamento (calma/43,0%, inquieta/54,7% e agitada/47,1%). No entanto, a baixa CFA apresentou maior (p=0,05) proporção de animais com alta intensidade de estro (94,7%) e foi observado maior escore de reatividade (p=0,001) no primeiro dia de manejo da IATF em relação aos outros dias. Vacas com baixa CFA resultaram em maior proporção de expressão de estro e o primeiro dia de manejo da IATF determinou uma maior reatividade animal em relação aos outros dias do protocolo.

 

Palavras-chave: Condição Corporal. Inseminação Artificial. Performance Reprodutiva. Peso Vivo. 

 

Abstract

Improving reproductive performance is important to increase farm profitability. The  relationship of antral follicle count (AFC), body condition score (BCS), weight, and animal behavior on the conception rate in cows submitted to timed artificial insemination (TAI). Cows (n=122) received a conventional TAI protocol of three managements (D0, 8, and 10) based on estrogen and progesterone, in addition to monitoring estrus expression before insemination. The BCS and behavior score were assessed every day of the TAI protocol. Weight was measured at D0 and in the pregnancy diagnosis (D40), and AFC was determined at D0. For analysis, the groups were established according to AFC (low, intermediate, and high), behavior animal (calm, restless, and agitated), weight variation (gaining, maintaining, and losing), and BCS variation (gaining, maintaining, and losing). The overall conception rate was 50%, and it was not associated with (P>0.05) the AFC classification (low/52.6%, intermediate/50.9%, and high/45.4%), weight variations (gaining/43.0%, maintaining/54.7%, and losing/47.1%), BCS variations (gaining/44.0%, maintaining/54.3%, and losing/37.5%) and animal behavior (calm/43.0%, restless/54.7%, and agitated/47.1%). However, the low AFC showed a higher (P=0.05) proportion of animals with high intensity of estrus expression (94.7%). In addition, a higher score for animal reactivity (P=0.001) was noted on the first day of the management of TAI protocol than to the other days of the hormonal protocol. The low AFC resulted in a higher proportion of cows with high estrus expression and the management practices for TAI determined a greater animals reactivity at the beginning of the breeding program.

 

Keywords: Body Condition. Artificial Insemination. Reproductive Performance. Live Weight.

Publicado
2021-02-18
Seção
Artigos