Produção de Mudas de Espécies Florestais em Substrato Contendo Esterco de Aves ou Esterco Bovino

  • Rayza Samara de Assis Carneiro Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais. MT, Brasil.
  • Cristiane Ramos Vieira Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais. MT, Brasil.

Resumo

A produção de mudas contempla etapas que podem demandar maiores, ou menores investimentos financeiros, como é a adubação. Caso esta se faça totalmente com base em adubos minerais granulados, essa fase será a mais cara do processo. Uma forma de minimizar estes custos é com a utilização de materiais orgânicos que podem ser ricos em nutrientes e condicionar fisicamente o substrato. O objetivo deste artigo foi realizar uma revisão bibliográfica para apresentar as características dos estercos bovino e de aves, utilizados como componentes de substratos, na produção de mudas florestais. Para essa revisão, foram utilizados dados de artigos científicos, levantados em bibliotecas virtuais e, livros a respeito do assunto ou que auxiliaram a explicação de alguns conceitos. Com base nessa pesquisa bibliográfica, verificou-se que, os resíduos orgânicos atuam como substratos e melhoram suas condições físicas, consequentemente, as melhoram as condições para o crescimento das mudas. Resíduos orgânicos como estercos bovino e de aves atuam para melhorar características químicas como a CTC do substrato e sua V%; diminuem a toxidez por Al e podem, em alguns casos, aumentar o pH desse substrato. Pode ainda, aumentar a infiltração e retenção de água do substrato, em função do aumento na sua porosidade e; biologicamente, aumenta a atividade dos microrganismos que mineralizam os nutrientes. Portanto, esses resíduos podem ser utilizados na composição de substratos, conforme as características de cada um e assim, diminuir os gastos com a produção de mudas. No entanto, antes da aplicação há a necessidade de serem analisados química e fisicamente.

 

Palavras-chave: Resíduo Orgânico Animal. Adubo Orgânico. Crescimento das Mudas. Características Químicas do Solo. Características Físicas do Solo.

 

Abstract

The production of seedlings includes stages that may require financial investments, such as fertilization. If this is done entirely based on granulated mineral fertilizers, this phase will be the most expensive in the process. One way to minimize these costs is with the use of organic materials, that can be rich in nutrients and physically condition the substrate. The objective of this article was to carry out a bibliographic review to present the characteristics of bovine and poultry manure, used as substrate components, in the forest seedlings production. For this review, data from scientific articles were used, collected in virtual libraries and books on the subject or that helped explain some concepts. Based on this bibliographic research, it was found that organic residues act as substrates and improve their physical conditions, consequently, improving the conditions for seedling growth. Organic residues such as bovine and poultry manure act to improve chemical characteristics such as the CTC of the substrate and its V%; decrease Al toxicity and may, in some cases, increase the pH of this substrate. It can also increase the infiltration and water retention of the substrate, due to the increase in its porosity and; biologically, it increases the activity of microorganisms that mineralize nutrients. Therefore, these residues can be used in the composition of substrates, according to the characteristics of each one and thus, reduce expenses with the seedlings production. However, before application there is a need to be analyzed chemically and physically.

 

Keywords: Animal Organic Waste. Organic Fertilizer. Seedling Growth, Soil Chemical Characteristics, Soil Physical Characteristics.  

Biografia do Autor

Rayza Samara de Assis Carneiro, Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais. MT, Brasil.

Engenheira Ambiental, Mestranda em Ciências Ambientais.

Publicado
2020-12-02
Seção
Artigos