Avaliação do Efeito do Extrato Etanólico de Piper umbellatum L. no Controle Alternativo de Rhizoctonia solani e Macrophomina phaseolina

  • Danielle Emanuelle Gusmão Universidade Anhanguera Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Produção e Gestão Agroindustrial. MS, Brasil.
  • Patricia Chaves Universidade Anhanguera Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Produção e Gestão Agroindustrial. MS, Brasil.
  • Rosemary Matias Universidade Anhanguera Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Produção e Gestão Agroindustrial. MS, Brasil.
  • Denise Renata Pedrinho Universidade Anhanguera Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Produção e Gestão Agroindustrial. MS, Brasil.
  • Silvia Rahe Pereira Universidade Anhanguera Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Produção e Gestão Agroindustrial. MS, Brasil.
  • Bianca Obes Corrêa Universidade Anhanguera Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Produção e Gestão Agroindustrial. MS, Brasil.

Resumo

Objetivou-se, neste trabalho, investigar o potencial do extrato da planta Piper umbellatum (Sin. Piper umbellata L.) no crescimento micelial de Rhizoctonia solani e Macrophomina phaseolina. Para avaliação das habilidades fungicida e ou fungistática, os fungos fitopatogênicos foram crescidos previamente em meio de cultura BDA (batata dextrose ágar), tendo sido  realizado o teste de crescimento micelial, em meio de cultura BDA nas concentrações de 800, 1200, 1600, 2000 e 2400 µg 100 mL-1. Foram vertidos 10 mL de meio das diferentes concentrações em placas de Petri, com quatro repetições para cada concentração. A avaliação do crescimento micelial para todos os patógenos foi realizada por medidas diárias do diâmetro das colônias. Na prospecção fitoquímica do extrato etanólico de P. umbellatum foi detectada a presença majoritária de compostos fenólicos (100%), seguido dos flavonoides, esteroides e alcaloides (75%), os taninos, triterpenos e açúcares redutores (50%) e com menor frequência as saponinas (25%). As concentrações testadas não inibiram o crescimento micelial dos fungos, no entanto se observou que houve interferência no desenvolvimento da colônia de R. solani, pois não foi observada a formação de micro escleródios, estruturas estas formadas na testemunha e em função da presença de metabólitos secundários no extrato que podem apresentar atividade antifúngica, é recomendável a continuação do estudo fitoquímico de P. umbellatum, para isolamento e identificação de substâncias responsáveis pela atividade e determinar suas frações ativas, visando o controle de agentes fitopatogênicos.

 

Palavras-chave: Plantas Fungicidas. Piperaceae. Estratos Vegetais. Rhizoctonia solani; Macrophomina phaseolina.

      Abstract

The objective of this work was to investigate the potential of Piper umbellatum (Sin. Piper umbellata L.) plant extract on the mycelial growth of Rhizoctonia solani and Macrophomina phaseolina. To evaluate fungicidal and or fungistatic abilities, phytopathogenic fungi were previously grown in BDA culture medium (potato dextrose agar), mycelial growth test was performed in BDA culture medium at concentrations of 800, 1200, 1600, 2000 and 2400 µg 100 mL -1. 10 mL of medium of the different concentrations were poured into Petri dishes, with four replicates for each concentration. Mycelial growth evaluation for all the pathogens was performed by daily measurements of colony diameter. Phytochemical prospecting of P. umbellatum ethanolic extract showed the presence of phenolic compounds (100%), followed by flavonoids, steroids and alkaloids (75%), tannins, triterpenes and reducing sugars (50%) and less frequently. the saponins (25%). The tested concentrations did not inhibit the mycelial fungi growth, however, it was observed that there was interference in the development of R. solani colony, as  the formation of micro sclerodes, structures formed in the control was not observed and due to the presence of secondary metabolites. In the extract that may present antifungal activity, the continuation of the phytochemical study of P. umbellatum is recommended for isolation and identification of substances responsible for the activity and to determine their active fractions, aiming at the control of phytopathogenic agents.

 

Keywords: Fungicidal plants; Piperaceae; Plant extracts; Rhizoctonia solani; Macrophomina phaseolina

Publicado
2021-02-18
Seção
Artigos