Óleos Essenciais com Atividade Acaricida para Controle de Rhipicephalus (Boophilus) microplus no Brasil

  • Gracieli Gomes Nonato Bressanin Universidade de Cuiabá. MT, Brasil.
  • Andréia Lima Tomé Melo Universidade de Cuiabá, Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Biociência Animal. MT, Brasil.
  • Wendell Marcelo de Souza Perinotto Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. BA, Brasil.

Resumo

No Brasil, a principal espécie de carrapato que compromete a produtividade na criação de bovinos é o ectoparasito hematófago Rhipicephalus (Boophilus) microplus, com perdas econômicas estimadas em aproximadamente 3,24 bilhões de dólares anuais. Tais prejuízos originam-se da perda de sangue do animal, da queda da produtividade, transmissão de agentes infecciosos, baixa eficácia de diversos de produtos carrapaticidas disponíveis no mercado devido ao fenômeno de resistência, entre outros. Este carrapato é vetor dos agentes patogênicos causadores de enfermidades que configura o complexo da tristeza parasitária bovina (TPB). Geralmente, o controle desse parasito ocorre através de acaricidas químicos convencionais. Todavia, o uso indiscriminado desses produtos tem acelerado no processo de seleção de carrapatos resistentes às bases químicas disponíveis. Além disso, existe uma inquietude progressiva relacionada à segurança do meio ambiente e às saúdes humana e animal. Portanto, na busca de novas possibilidades de controle de carrapatos, o emprego de produtos fitoterápicos e biológicos mostra-se como alternativo promissor para o controle. Investigações com plantas para identificar novos princípios ativos capazes de controlar os carrapatos têm sido o foco de extensa pesquisa. Neste estudo, revisou-se o conhecimento atual disponível sobre óleos essenciais (OEs) testados no Brasil como acaricidas sobre R. microplus. Além disso, analisou-se a eficácia de compostos puros isolados dos OEs com potencial atividade acaricida, incluindo as implicações inerentes à aplicação dos OEs como ativos presentes em formulações que poderiam estar disponíveis no mercado. Contudo, considerou-se também a possibilidade de associações dos OEs a agentes utilizados no controle biológico.

 

Palavras-chave: Carrapato dos Bovinos. Controle. Óleo essencial.

 

Abstract

In Brazil, the main species of tick that compromises productivity in cattle breeding is the hematophagous ectoparasite Rhipicephalus (Boophilus) microplus, with economic losses estimated at approximately 3.24 billion dollars annually. Such losses originate from the blood loss of the animal, from the fall in productivity, transmission of infectious agents, low efficiency of several of the tick products available on the market due to the phenomenon of resistance, among others. This tick is a vector of pathogenic agents that cause diseases that make up the tick-borne diseases complex. Generally, the control of this parasite occurs through conventional chemical acaricides. However, the indiscriminate use of these products has accelerated the process of selecting ticks resistant to the available chemical bases. In addition, there is a progressive concern regarding the safety of the environment and human and animal health. Therefore, in the search for new possibilities for the control of ticks, the use of herbal and biological products is promising alternatives for control. Investigations with plants to identify new active ingredients capable of controlling ticks have been the focus of extensive research. In this study, the current available knowledge about essential oils (EOs) tested in Brazil as acaricides on R. microplus was reviewed. In addition, the effectiveness of pure compounds isolated from EOs with potential acaricidal activity was analyzed, including the implications inherent to the application of EOs as active ingredients in formulations that could be available on the market. However, the possibility of associating EOs with agents used in biological control was also considered.

 

Keywords: Cattle tick. Control. Essential oil.

Publicado
2021-02-18
Seção
Artigos