Representações Sociais de Estudantes de Engenharia Civil e Ambiental Sobre o Rio Doce

  • Renata Bernardes Faria Campos Universidade Vale do Rio Doce, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Gestão Integrada do Território. MG, Brasil.
  • Jacqueline Martins de Carvalho Vasconcelos Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Humanas. SC, Brasil.
  • Gabriel Peçanha Brito Garcia Universidade Vale do Rio Doce. MG, Brasil.
  • Karla Ferreira de Carvalho Aguiar Universidade Vale do Rio Doce. MG, Brasil.
  • Matheus Pereira Carlech Guimarães Universidade Vale do Rio Doce. MG, Brasil.

Resumo

Os grandes desastres da atualidade e a relação entre o desenvolvimento e devastação da natureza evidenciam a necessidade de se reavaliar o modo de pensar das pessoas, entre os quais o presente trabalho destaca profissionais, cujas ações interferem direta e fortemente sobre a relação entre tecnologia e ambiente. Na presente pesquisa foi realizada  uma análise das representações sociais de estudantes de Engenharia Civil e Ambiental sobre o Rio Doce, tomando como referência o levantamento de dados feito com base em questionários respondidos por estudantes de diferentes períodos do curso. Utilizou-se a técnica de livre associação de palavras e, em seguida, uma sistematização das evocações coletadas. Observou-se que a água, enquanto recurso necessário para os seres humanos, é central para os entrevistados, revelando uma representação antropocêntrica e utilitarista da mesma, sendo essa  quase que exclusivamente qualificada como recurso. Por outro lado, também o elemento desastre compareceu no núcleo central, assim como a poluição que remete à degradação histórica do Rio Doce. O olhar detalhado para o processo de construção das representações dos estudantes e os efeitos da formação destes sujeitos ao longo da graduação evidencia que a graduação tem influência importante na ampliação do olhar dos engenheiros para o ambiente. Nesse sentido, destaca-se  a importância da Educação Ambiental e formação crítica no Ensino Superior, como forma de ampliar a compreensão dos futuros profissionais.

Publicado
2020-08-26
Seção
Artigos