Resíduos Orgânicos Desperdiçados do Setor de Hortifrutigranjeiros em um Supermercado de Caxias do Sul

  • Ângela Espíndola Faculdade Fátima. RS, Brasil.
  • Márcia Keller Alves Faculdade Fátima. RS, Brasil.

Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar quantitativa e qualitativamente os resíduos orgânicos desperdiçados do setor de hortifrutigranjeiros de um supermercado na cidade de Caxias do Sul. Para isso, utilizou-se a estrutura do Banco de Alimentos para pesar, separar e destinar à doação somente os resíduos íntegros. O cálculo do percentual das partes comestíveis se deu através do fator de correção, utilizando para os cálculos nutricionais somente o peso líquido. A coleta de 30 dias resultou em 17.047,20 kg de peso bruto de resíduos, com aproveitamento de 27,7%, sendo 15,55% provenientes de frutas e 12,18% de hortaliças. As frutas mais prevalentes foram banana, melancia, tomate e laranja, enquanto as principais hortaliças foram cebola, batata inglesa, batata doce e chuchu. Verificou-se que, se um indivíduo consumisse a quantidade de frutas e verduras recomendada pela Organização Mundial da Saúde, ele seria 100% atendido em relação ao valor energético, vitamina C e ferro por trinta e dois, vinte e sete e sete anos, respectivamente. O presente estudo mostrou que houve perda de alimentos com grande potencial nutricional, não somente em termos energéticos, mas também de micronutrientes, e que há urgência em projetos e ações que consigam aproveitar um percentual maior de alimentos desperdiçados neste setor.

 

Palavras-chave: Detritos Orgânicos. Reaproveitamento. Desperdício de Alimentos.

 

Abstract

The current study aimed to analyze quantitatively and qualitatively the wasted organic residues from the horticultural sector of a supermarket in the city of Caxias do Sul. For this purpose, the structure of the Food Bank was used to weigh, sort and direct to the donation only the whole wast. The percentage of the edible parts was calculated using the correction factor, being used for the nutritional calculations only the net weight. The 30 days of collection resulted in 17,047.20 kg of gross waste weight, with a 27.7 % harnessing, of which 15.55 % were from fruits and 12.18 % from vegetables. The most prevalent fruits were banana, watermelon, tomato and orange, while the main vegetables were onion, potato, sweet potato and chayote. It was found that if an individual consumed the amount of fruits and vegetables recommended by the World Health Organization, one would be 100% attended in relation to energy value, vitamin C and iron for thirty-two, twenty-seven and seven years, respectively. The current study showed that there was loss of food with great nutritional potential, not only in energy terms but also in micronutrients, and that there is an urgent need for projects and actions that can take advantage of a greater percentage of wasted food in this sector.

 

Keywords: Organic Debris. Solid Waste Use. Food Wastefulness.

 

 

Publicado
2021-02-18
Seção
Artigos