Mapeamento do Quadro de Alunos Surdos e Deficientes Auditivos da Rede Pública de Ensino do Estado do Pará

Raynon Joel Monteiro Alves, Ana Cláudia Ferreira Brito, Mônica Tuma dos Reis, Nayana Cardoso Lima, Altem Nascimento Pontes

Resumo


O surdo e o deficiente auditivo, assim como qualquer cidadão, têm direito à escolarização formal. Considerando o Estado do Pará, buscou-se por meio deste estudo mapear o quadro dos alunos com surdez e deficiência auditiva matriculados em escolas públicas do ensino básico, durante o período de 2008 a 2017, utilizando dados da Secretaria de Estado de Educação do Pará. Os resultados demonstraram que, na década em questão, o número de deficientes auditivos foi superior ao de surdos, que se manteve crescente ou quase constante, respectivamente, sobretudo, nos cinco municípios paraenses com maior registro de matriculados. Estes discentes, em sua maioria, eram jovens, de 15 a 25 anos, que cursavam principalmente o Ensino Fundamental II ou o Médio. Diante da demanda desses alunos especiais se tornam necessárias efetivas legislação e políticas educacionais e a criação de outras para sanar as dificuldades que ainda persistem no ambiente escolar e na sociedade. 

 

Palavras-chave: Educação Especial. Educação Inclusiva. Política Educacional.

 

Abstract

The deaf and hard of hearing, like any citizen, have the right to education. Taking in consideration the State of Pará, this study aimed to map the students with hearing loss and deafness enrolled in elementary and middle public schools during the period 2008 to 2017, using the data provided by the State Education Department of Pará. The results showed that, in this decade, the number of students with hearing impaired was higher than deaf students, which remained increasing or constant, respectively, especially in the five municipalities with the highest number of enrollment. The majority of these students were young, with ages between 15 to 25 years old, who attended mainly elementary and middle school. Facing this scenario, effective legislation and educational policies are necessary to overcome these difficulties that still persist in the school environment and society.

 

Keywords:  Special Education. Inclusive Education. Educational Politics.


Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, M. M. A inclusão de crianças com necessidades educacionais especiais na educação infantil: uma análise do currículo moldado pelas práticas pedagógicas de professoras da rede municipal de ensino de Belém. Belém: Universidade Federal do Pará, 2006.

ANANINDEUA. Secretaria Municipal de Educação de Ananindeua. Educação especial, Ananindeua, 2019. Disponível em: http://www.ananindeua.pa.gov.br/semed/#page.index.view?pg=bibliotecaMunicipal. Acesso em: 13 set. 2019.

ANDRÉ, C.F.; TEIXEIRA, M.C. A educação da pessoa com deficiência auditiva no Brasil. Educ. Ling., v.21, n.2, p.101-118, 2018.

BENTES, J.A.O.; AVELINO, M.D.P.S.G. Atendimento especializado de crianças cegas e surdas em Belém do Pará: as escolas José Alvares de Azevedo e Astério de Campos. Rev. Cocar, v.1, p.175-208, 2015.

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002 e o artigo 18º da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/fevereiro-2012-pdf/9961-decreto-5626-2005-secadi. Acesso em: 15 fev. 2019.

BRASIL. LDB: Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Senado Federal, 2017.

BRASIL. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 25 abr. 2002. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2019.

BRASIL. Senado Federal. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, 1988. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2019.

BUENO, J.G.S. A educação do deficiente auditivo no Brasil: situação atual e perspectivas. In: BRASIL. Tendências e Desafios da Educação Especial. Série: Atualidades Pedagógicas. Secretaria de Educação Especial. MEC, 1994.

BUENO, J.G.S. A educação do deficiente auditivo no Brasil: situação atual e perspectivas. Em Aberto, v.13, n.60, 2008.

CAVALCANTE, E.B. A institucionalização da Língua Brasileira de Sinais no currículo escolar: a experiência da Secretaria Municipal de Educação de Castanhal-PA. Belém: Universidade Federal do Pará, 2010.

COLARES, M.L.I.S. Panorama da Educação em Santarém. Rev. HISTEDBR, n.23, p.95-113, 2006.

DOROTEU, L.R.; MARTINS, J.D.N.R.; CARVALHO, S.M.S. A capacitação de profissionais para o atendimento da pessoa com deficiência auditiva: a inclusão social e promoção de direitos humanos. Negócios Projeção, v.8, n.2, p.168-178, 2017.

ENAP - Escola Nacional de Administração Pública. Introdução à surdez e à Libras. Brasília: Fundação Escola Nacional de Administração Pública, 2016.

FERRANTI, A. A política educacional no município de Abaetetuba (PA) no período de 2005 a 2008: realidade e limites. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Federal do Pará, Belém, 2013.

LACERDA, C.B.F.A inclusão escolar de alunos surdos: o que dizem alunos, professores e intérpretes sobre esta experiência. Cad. Cedes, v. 26, n. 69, p. 163-184, 2006.

LEITE, F.P.A.; SEGANTIN, A.F. Educação inclusiva: os avançados legislativos nos 30 anos da Constituição Federal de 1988. Educ. Linguagem, v.21, n.2, p.119-140, 2018.

LODI, A.C.B. Educação bilíngue para surdos e inclusão segundo a Política Nacional de Educação Especial e o Decreto nº 5.626/05. Educ. Pesq., v.39, n.1, p.49-63, 2013.

MARGALL, S.A.C.; HONORA, M.; CARLOVICH, A.L.A. A reabilitação do deficiente auditivo visando qualidade de vida e inclusão social. Mundo Saúde, v.30, n.1, p.123-128, 2006.

MELETTI, S.M.F.; BUENO, J.G.S. O impacto das políticas públicas de escolarização de alunos com deficiência: uma análise dos indicadores sociais no Brasil. Linhas Críticas, v.17, n.33, 2011.

MENDES, E.G. Breve história da educação especial no Brasil. Rev. Educ. Pedag., v.22, n.57, p.93-109, 2010.

NEGRÃO, G.P.; DAMASCENO, A.R. A educação de surdos na rede municipal de ensino no município de Abaetetuba: avanços e desafios. In: SEMINÁRIO LUSO-BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA: O ENSINO E A APRENDIZAGEM EM DISCUSSÃO. Rio Grande do Sul, 2017. Anais... Rio Grande do Sul, 2017. p. 9-25, 2017.

PAES-NETO, G.P. et al. A educação física no Instituto Felipe Smaldone para alunos surdos. RevISE, v.4, n.4, p.26-36, 2016.

PIMENTEL, I.F. Coordenadoria de educação especial- CEES e o atendimento multiprofissional em Castanhal-PA. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA. Campina Grande, 2016. Anais... Campina Grande, 2016, p. 1-6.

REDONDO, M.C.F.; CARVALHO, J.M. Deficiência auditiva. Cad. TV Escola, n. 1, 2000.

RESENDE, A.A.C.D.; LACERDA, C.B.F.D. Mapeamento de alunos surdos matriculados na rede de ensino pública de um município de médio porte do Estado de São Paulo: dissonâncias. Rev. Bras. Educ. Espec, v.19, n.3, p.411-424, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.17921/2447-8733.2019v20n4p440-445

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.