A Temática da Formação de Professores nas Produções Acadêmicas em um Programa de Pós-Graduação do Contexto Amazônico

  • Bruno da Silva Lima Antunes Dias Universidade Federal do Amazonas, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. AM, Brasil.
  • Emanuela Ferreira de Oliveira Universidade Federal do Amazonas, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. AM, Brasil.
  • João Luiz da Costa Barros Universidade Federal do Amazonas, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. AM, Brasil.
Palavras-chave: Formação de professores, Professor Reflexivo, Professor Pesquisador, Ufam

Resumo

Este artigo apresenta o resultado da investigação do Estado do Conhecimento relativo a temática formação de professores (inicial e continuada) na perspectiva do professor reflexivo e pesquisador nas dissertações e teses defendidas no período de 2014 a 2018 no Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGE – da Faculdade de Educação – FACED - da Universidade Federal do Amazonas - UFAM. O trabalho foi inspirado a partir da preocupação da relação entre reflexão, pesquisa e prática docente durante aulas na disciplina Formação do Educador: Tendências, Perspectivas e Novas Abordagens Obrigatória, da linha de pesquisa Formação e Práxis do Educador Frente aos Desafios Amazônicos, já que o Programa tem como foco principal a formação e qualificação dos profissionais para o exercício do magistério e da pesquisa. Consistiu em pesquisa documental, adotando-se uma abordagem qualitativa, cujos dados para o levantamento e análises, utilizou-se o Catálogo de Teses da Capes que contém os resumos das 99 dissertações e teses que foram inventariados na área da Educação nos últimos cinco anos. Os resultados demonstram que um quinto das produções acadêmicas do PPGE/UFAM abordam a temática da formação de professores, porém não havendo nenhum destaque para as dimensões epistemológicas dos conceitos professor reflexivo e pesquisador. Como sugestões, destacamos a possibilidade de que aprofundamento epistemológicos dos conceitos de professor reflexivo e pesquisador sejam presentes nas futuras produções acadêmicas.

 

Palavras-chave: Formação de Professores. Professor Reflexivo. Professor Pesquisador. UFAM.

 

Abstract

This article presents the result of the State of Knowledge investigation on the theme of teacher education (initial and continuing) from the perspective of reflective teacher and researcher in dissertations and theses defended from 2014 to 2018 in the Graduate Program in Education - PPGE. - Faculty of Education - FACED - Federal University of Amazonas - UFAM. This paper was inspired from the concern of the relationship between reflection, research and teaching practice during classes in the Educator Training: Trends, Perspectives and New Approaches subject, from the Educator Training and Praxis research line in front of the Amazon Challenges, since the Program focuses on the training and qualification of professionals for teaching and research. It consisted of documentary research, adopting a qualitative approach, whose data for the survey and analysis, we used the Capes Thesis Catalog that contains the summaries of 99 dissertations and theses that were inventoried in the area of Education in the last five years. The results show that one fifth of the academic productions of PPGE / UFAM address the theme of teacher education, but there is no emphasis on the epistemological dimensions of the concepts reflective teacher and researcher. As suggestions, we highlight the possibility that epistemological deepening of the concepts of reflective teacher and researcher may be present in future academic productions.

 

Keywords: Teacher Training. Reflective Teacher. Researcher Teacher. UFAM.

Biografia do Autor

Bruno da Silva Lima Antunes Dias, Universidade Federal do Amazonas, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. AM, Brasil.

Mestrando do PPGE (Programa de Pós-Graduação em Educação) pela UFAM – Universidade Federal do Amazonas. Possui graduação em Licenciatura em Pedagogia e especialista em Docência do Ensino Superior.

Emanuela Ferreira de Oliveira, Universidade Federal do Amazonas, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. AM, Brasil.

Mestranda do PPGE (Programa de Pós-Graduação em Educação) pela UFAM – Universidade Federal do Amazonas. Possui graduação em Licenciatura em Pedagogia e especialista em Gestão, Supervisão e Orientação.

João Luiz da Costa Barros, Universidade Federal do Amazonas, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação. AM, Brasil.

Professor adjunto da Universidade Federal do Amazonas. Pós-doutor em Educação pela Universidade Estadual do Ceará. Doutor em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba.

Referências

ANDRÉ, M. (Org.). O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas, São Paulo: Papirus, 2001.

ANDRÉ, M. Pesquisa , formação e prática docente. In: ANDRÉ, M. (Org.) O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas: Papirus, 2001

BOGDAN, R.; BIKLEN, S.K. Investigação qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto, 1994.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP 9/2001, 08 de maio de 2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, graduação plena. Disponivel em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/009.pdf>. Acesso em: 18 jul. 2019.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena, 2015. Disponivel em: <http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_02pdf>. Acesso em: 18 jul. 2018.

CONTRERAS, J. A autonomia de professores. São Paulo: Cortez, 2002.

CARNEIRO, C.R. Questões concernentesà realidade educacional na região amazônica, considerada no contexto nacional e internacional, tomando como eixos de análise a sóciodiversidade e o meio ambiente, as políticas e projetos de desenvolvimento regional e formação continuada. Manaus: Universidade Federal do Amazonas, 2016.

DEMO, P. Pesquisa e construção do conhecimento: metodologia científica no caminho de Habermas. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2004.

ELLIOTT, J. El cambio educativo desde a investigación-acción. Madrid: Morata, 1996.

FELDMANN, M.G. Formação de professores e escola na Contemporaneidade. In: FELDMANN, M.G. Formação de professores e cotidiano escolar. São Paulo: Senac, 2009.

GHEDIN, E. Da alienação da técnica à autonomia da crítica. In: PIMENTA, S.G.; GHEDIN, E. (Org.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Cortez, 2008.

GENTILI, P. Neoliberalismo e educação: manual do usuário. In: SILVA, T.T.; GENTILI, P. Escola S.A: quem ganha e quem perde no mercado educacional do neoliberalismo. Brasília: CNTE, 1996.

GERALDI, C.M.G.; FIORENTINI, D.; PEREIRA, E.M.A. (Org.) Cartografias do trabalho docente: professor(a) pesquisador(a). Campinas: Mercado das Letras, 1998.

GIROUX, H.A. Professores como intelectuais transformadores. Rev Espaço Acad., 2003. Disponível em: http://www.espacoacademico.com.br/030/30pc_giroux.htm.

GUILARDI, R. Formação profissional em Educação Física: a relação teoria e prática. Rev. Motriz, v.4, n.1, 1998.

LIBÂNEO, J.C. Reflexividade e formação de professores: outra oscilação do pensamento pedagógico brasileiro? In: PIMENTA, S.G; GHEDIN, E. Professor reflexivo no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

LISITA, V.; ROSA, D. LIPOVETSKY, N. Formação de professores e pesquisa: uma relação possível? In: ANDRÉ, M. (Org.). O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas: Papirus, 2001.

LISTON, D. P.; ZEICHNER, K. Formación del professorado y condiciones sociales de la escolarización. Madrid: Morata, 1993.

LUDKE, M; ANDRÉ, M.E.D.A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

LÜDKE, M. et al. O professor e a pesquisa. Campinas: Papirus, 2001.

MINAYO, M.C.S. (Org.). Pesquisa social: teoria método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 1994.

NÓVOA, A. (Org.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

NÓVOA, A. Os professores na virada do milênio: do excesso dos discursos à pobreza das práticas. Rev. Educ. Pesq., v.25, n.1, p.11-20, 1999.

PÉREZ, GOMES, A. Las funciones sociales de la escuela: de la reprodocción a la reconstrucción crítica del conocimiento y la experiencia. In: GIMENO SACRISTÁN, J.; PÉREZ GÓMEZ, A. Compreender y transformar la escuela. Madrid: Morata, 1992.

PIMENTA, S.G. Formação de Professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, S.G. (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 2000.

PIMENTA, S.G. Professor Reflexivo: construindo uma crítica. In: PIMENTA, S.G.; GHEDIN, E. (Org.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Cortez, 2008.

SCHÖN, D.A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NOVÓA, A. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1977.

SCHÖN, D.A. Educando o profissional reflexivo: um novo disign para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

STENHOUSE, L. Investigación y desarrollo del curriculum. Madrid: Morata, 1984.

ZEICHNER, K. M. Novos caminhos para o praticum: uma perspectiva para os anos 90. In: NÓVOA, A. (Org.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

Publicado
2019-12-20
Seção
Artigos