Inovações Pedagógicas na Pós-Graduação na modalidade de Educação a Distância no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina

Resumo

O conceito de inovação, associado ao ineditismo e à utilização de tecnologias de informação e comunicação, carece de reflexões quando associado à práticas pedagógicas. Nesta direção, o texto em tela tem como objetivo apresentar a compreensão da problemática das inovações pedagógicas mobilizadas pelos professores que atuam nos cursos de Pós-Graduação Lato Sensu na modalidade de Educação a Distância no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC). Foi produzido por meio da pesquisa bibliográfica, documental e empírica. Tal modo de abordagem se assenta como pesquisa exploratória e descritiva, seguindo abordagem qualitativa e dialética, acompanhada por tratamento quantitativo, seguindo os movimentos e contradições próprios dos espaços educativos. Nos resultados, observa-se que as inovações pedagógicas na Pós-Graduação Lato Sensu na modalidade de Educação a Distância no IFSC estão diretamente relacionadas aos saberes docentes dos sujeitos que nela atuam e que as práticas consideradas inovadoras se opõem aos discursos de neutralidade da ação docente, são planejadas e executadas de forma a compreender que a educação é um ato político cotidiano. Como conclusões, destaca-se a importância de que se investigue o movimento inverso do que se aponta atualmente, ou seja, como as inovações pedagógicas na modalidade de Educação a Distância podem qualificar as práticas pedagógicas da educação presencial. Indica-se que se aprofundem as pesquisas e publicações acerca da temática.

 

Palavras-chave: Educação. Educação a Distância. Inovações.

 

Abstract

The concept of innovation, associated with the originality and the use of information and communication technologies, lacks reflections when associated with pedagogical practices. Therefore, the text herein aims at presenting the understanding on the problem of pedagogical innovations mobilized by professors who work in Lato Sensu Postgraduate courses in the Distance Education modality at the Federal Institute of Education, Science and Technology of Santa Catarina (IFSC). It was produced through bibliographic, documentary and empirical research. This approach is based on exploratory and descriptive research, following a qualitative and dialectical approach, accompanied by quantitative treatment, following the movements and contradictions inherent to educational spaces. In the results, it is observed that the pedagogical innovations in the Lato Sensu Postgraduate Program in the Distance Education modality at the IFSC are directly related to the teaching knowledge of the subjects who work there and that the practices considered innovative are opposed to the neutrality discourses of the teaching action, and are planned and executed in order to understand that education is an everyday political act. As conclusions, the importance of investigating the reverse movement of what is currently pointed out is highlighted, that is, how pedagogical innovations in the Distance Education modality can qualify the pedagogical practices of classroom education. It is recommended that research and publications on the subject be deepened.

 

Keywords: Education. Distance Education. Innovations.

 

Referências

ALMEIDA, M. E. B. et al. Educação a distância: oferta, características e tendências dos cursos de licenciatura em Pedagogia. In: AUTORES Estudos e pesquisas educacionais. São Paulo: Fundação Victor Civita, 2012. (Relatório Final). Disponível em: http://fvc.org.br/estudos-e-pesquisas/2011/relatoriofinal.pdf. Acesso em: 04 jul. 2017.

BEHRENS, M. A. Projetos de aprendizagem colaborativa num paradigma emergente. In: MORAN, J. M.; BEHRENS, M. A. e MASSETO, M. T. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas, SP: Papirus, 2000.

BELLONI, M. L.. Tecnologia e formação de professores: Rumo a uma pedagogia pós-moderna? Educ. Soc. [online], vol. 19, n. 65, 1998, p.143-162. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-73301998000400005&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 10 out. 2019.

BRAGNATO, M. H. S. et al. Inovações Pedagógicas na educação superior em saúde: algumas reflexões (2007). Disponível em http://eprints.upc.es/cidui_2006/pujades/comunicaciones_completas/doc241.doc. Acesso em: 16 out. 2019.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 10 out. 2019.

BRASIL. Decreto nº 2.494, de 10 de fevereiro de 1998. Regulamenta o Art. 80 da LDB (Lei nº 9.394/96). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 11 fev. 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/tvescola/leis/D2494.pdf. Acesso em: 10 out. 2019.

BRASIL. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o Art. 80 da da LDB (Lei nº 9.394/96). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 20 dez. 2017. Disponível em: https://abmes.org.br/legislacoes/detalhe/88/decreto-n.-5.622. Acesso em: 10 out. 2019.

CARBONELL, J.. A aventura de inovar: a mudança na escola. Porto Alegre: Artmed, 2002.

CHAQUIME, L. P.; MILL, D.. A docência Virtual e Saberes Docentes: Um estudo da Tutoria na Rede E-Tec Brasil, 2015. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/viewFile/1823/1237. Acesso em: 02 jan. 2019.

CUNHA, M. I. da. O professor universitário na transição de paradigmas. São Paulo: JM Editora, 2005.

CUNHA, M. I. da. Inovações Pedagógicas: o desafio da reconfiguração de saberes na docência universitária, 2006. Disponível em: http://porteiras.r.unipampa.edu.br/portais/cap/files/2010/10/maria_isabel_da_cunha_caderno_VI.pd>. Acesso em: 02 mar. 2019.

FAZENDA, I. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. São Paulo: Papirus, 2007.

HERNÁNDEZ, F. et al. Aprendendo com as inovações nas escolas. Trad. Ernani Rosa – Porto Alegre: Artes Médicas Sul. 2000.

HUBERMAN, M. Como se realizam as mudanças em educação: subsídios para o estudo da inovação. São Paulo: Cultrix, 1973.

LEITE, D. Inovação/tensão entre poderes e saberes... Interface (Botucatu), Botucatu , v. 7, n. 13, p. 152-1538, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-32832003000200012&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 11 out. 2019.

LEITE, Denise. CUNHA, Maria Isabel da. Inovação como fator de Revitalização do Ensinar e do Aprender na Universidade. Colet. Programa Pos-Grad. Educação. Porto Alegre, v. 4, n. 12, 1997, p.79-86.

LIMA, Sonia Maria Pereira de. Inovação pedagógica, práticas pedagógicas inovadoras concepções docentes no macrocampo iniciação científica e pesquisa do PROEMI. 2017. 272 f. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, 2017.

LUCARELLI E. El eje teoría-práctica en cátedras universitarias innovadoras, su incidencia dinamizadora en la estructura didáctico curricular. 2003. 164 f. Tese de Doutorado. Universidade de Buenos Aires . Buenos Aires, 2003.

KRAHE, E. D. Mudanças de Racionalidade na Pedagogia Universitária: Obstáculos em cursos de Formação de Professores, 2008. Disponível em:

MOORE, M. G; KEARSLEY, G. Educação a distância: uma visão integrada. São Paulo: Thomson Learning, 2007.

MORÉS, A.. Cursos de Pedagogia EAD: Inovações presentes nos casos da UCS e UFRGS, 2014. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/conferencias/index.php/anpedsul/9anpedsul/paper/view/980/730. Acesso em: 02 fev. 2017.

MOROSINI, M. C. (Org.). Enciclopédia da pedagogia universitária. Porto Alegre: Fapergs/Ries, 2003.

PASQUALLI, R.. Trajetórias de saberes: a formação e a prática dos professores dos cursos de licenciatura a distância em ciências naturais e matemática nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia no Brasil. 2013. 306 f. Tese de Doutorado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2013. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/72694. Acesso em: 10 out. 2019.

RIPA, Roselaine. Reflexiones sobre el “ser profesor” en la educación a distancia: ¿estamos frente a una desnaturalización del trabajo docente? Comunicações Piracicaba, Ano 22, n. 3, p. 75-85, 2015.

SACRISTÁN, J. G. Poderes instáveis em educação. Trad. De Beatriz Affonso Neces. Porto Alegre, RS: Artmed, 1999.

SILVA, C. I. da. Crítica à formação profissional em Serviço Social no ensino a distância. Em Pauta. 14, 37, 150-173, 2016. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistaempauta/article/view/25389. Acesso em 10 out. 2019

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

XAVIER, R. T. O.; SILVA, J. A. da. Novos paradigmas nos saberes docentes da Educação a Distância, 2009. Disponível em: www.seer.ufrgs.br/renote/article/download/13948/7849. Acesso em: 02 fev. 2019.

Publicado
2020-08-21
Seção
Artigos