Simulação por ENVI-met das Condições Higrotérmicas da Universidade de Cuiabá, Campus Barão

  • Jonathan Willian Zangeski Novais Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais. MT, Brasil. http://orcid.org/0000-0002-6598-3138
  • Sílvia Finger Dalmaso Universidade de Cuiabá - UNIC
  • Roberta Daniela de Souza Universidade de Cuiabá - UNIC
  • Naara Soares dos Santos Brito Universidade de Cuiabá - UNIC

Resumo

O crescimento mal planejado das grandes cidades acarreta o aparecimento das chamadas ilhas de calor urbano, que consequentemente geram desconforto nos cidadãos. Em um contexto universitário, o desconforto térmico pode prejudicar a concentração e desempenho de alunos, professores e funcionários. Assim simulou-se o microclima da Universidade de Cuiabá, campus Barão, com o objetivo de analisar as partes críticas desconfortáveis do campus e sugerir estratégias que possam melhorar o conforto térmico local. Para a simulação utilizou-se o software ENVI-met, que espacializa as variáveis temperatura do ar e umidade relativa do ar, sendo simulados os horários de 08, 14 e 20 horas no período chuvoso e seco, conforme a sazonalidade climática local. Encontrou-se como zonas críticas a entrada do Campus, Bloco A, a área de convivência nos intervalos dos alunos e o estacionamento, atingindo temperaturas máximas de 34 ºC. Outra questão que causa preocupação é a baixa umidade relativa do ar no período seco, em que as 14 horas chegou a mínima 23%. Conclui-se que a intensificação de áreas verdes no campus, como gramados e arborização, a substituição de pavimentos, substituindo parte da área asfáltica por pavimentos de calor específico menor, e a utilização de telhado verde, podem contribuir para a melhoria do conforto térmico do campus.

 

Palavras-chave: Conforto Térmico. Temperatura do Ar. Umidade Relativa do Ar. Telhado Verde. Arborização.

 

Abstract

The poorly planned growth of large cities leads to the appearance of the so-called urban heat islands, which consequently generate discomfort for citizens. In a university context, thermal discomfort can impair the concentration and performance of students, teachers and staff. Thus, the microclimate of University of Cuiabá, Barão campus was simulated, with the objective of analyzing the uncomfortable critical parts of the campus and suggesting strategies that can improve the local thermal comfort. For the simulation, the ENVI-met software was used, which spatializes the variables air temperature and relative air humidity, simulating the times of 08, 14 and 20 hours in the rainy and dry period, according to the local climatic seasonality. Critical areas were the entrance to Campus, Block A, the living area in the students’ break time and the parking, reaching maximum temperatures of 34ºC. Another issue that causes concern is the low relative air humidity in the dry period, when the 14 hours reached a minimum 23%. It is concluded that the green areas intensification at the campus, such as lawns and afforestation, the replacement of pavements, replacing part of the asphalt area with pavements with lower specific heat, and the use of a green roof, can contribute to the improvement of the campus thermal comfort.

 

Keywords: Thermal Comfort. Air Temperature. Green Roof. Afforestation.

 

Publicado
2020-08-21
Seção
Artigos