Mapeamento de Pesquisas Desenvolvidas em Mestrados e Doutorados Acadêmicos Sobre o Ensino de Matemática Por Meio de Metodologias Ativas

  • Guilherme Oliveira de Souza Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Departamento de Educação Matemática,Ouro Preto,MG,Brasil
  • Douglas da Silva Tinti Universidade Federal de Ouro Preto - Departamento de Educação Matemática (DEEMA) http://orcid.org/0000-0001-8332-5414

Resumo

Resumo
O presente artigo tem por objetivo apresentar o mapeamento de pesquisas desenvolvidas em Mestrados e Doutorados acadêmicos, que investigaram o uso de Metodologias Ativas nos processos de ensino e de aprendizagem da Matemática. Tal mapeamento considerou pesquisas disponibilizadas no Banco de Dissertações e Teses da CAPES, usando o descritor “Metodologias Ativas”, e o filtro Mestrado Acadêmico e Doutorado. Tendo em conta estes critérios foram identificadas 276 pesquisas, das quais todas essas abordavam Metodologias Ativas. Ao serem segmentadas por área, verificou-se que apenas sete dessas (2,54%) refletiram sobre a utilização destas metodologias nas aulas de Matemática. Para a análise desses estudos, foi realizada uma categorização, de acordo com a Metodologia Ativa considerada no contexto dos estudos analisados. Os dados analisados indicam a utilização das seguintes estratégias no rol das Metodologias Ativas: Sala de aula invertida, Aprendizagem Baseada em Problemas, Aprendizagem Baseadas em Projetos, Gamificação, Laboratório de Aprendizagem, Resolução de Problemas, Sequência Fedathi, Peer Instruction, Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDIC), Aprendizagem Baseada em Equipe. Além disso, os dados possibilitam identificar tendências, contextos e práticas envolvendo Metodologias Ativas nos processos de ensino e de aprendizagem da Matemática. Contudo, tais contextos ajudaram a evidenciar práticas voltadas tanto para os processos de ensino e de aprendizagem da Matemática quanto para a formação de professores.

Palavras-chave: Metodologias Ativas. Mapeamento. Mestrados Acadêmicos. Doutorados. Ensino de Matemática.

Abstract
This article aims to present the research mapping developed in Academic Master’s and PhD’s, which investigated the use of Active Methodologies in Mathematics teaching and learning processes. This mapping considered research made available at CAPES Dissertations and Theses Bank; using the descriptor "Active Methodologies" and the Academic Master’s and PhD’s filter. Taking into account these criteria, 276 surveys were identified, all of which addressed Active Methodologies. The segmentation of these surveys by area, resulted in only 16 studies (2.54%) reflected on the use of these methodologies in Mathematics classes. For the analysis of these studies, a categorization was made according to the Active Methodology considered in the context of the analyzed studies. The analyzed data indicate the use of the following strategies in the list of Active Methodologies: Inverted Classroom, Problem-Based Learning, Project-Based Learning, Gamification, Learning Laboratory, Problem Resolution, Fedathi Sequence, Peer Instruction, Digital Information and Communication Technologies (TDIC), Team-Based Learning. In addition, the data make it possible to identify trends, contexts and practices involving Active Methodologies in Mathematics teaching and learning processes. However, such contexts helped to highlight practices focused both on Mathematics teaching and learning processes and on teacher training.

Keywords: Active Methodologies. Mapping. Academics Master’s . PhD’s. Mathematics Teaching.

Biografia do Autor

Guilherme Oliveira de Souza, Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Departamento de Educação Matemática,Ouro Preto,MG,Brasil

Licenciando em Matemática da Universidade Federal de Ouro Preto. Bolsista de Iniciação Científica do CNPq.

Douglas da Silva Tinti, Universidade Federal de Ouro Preto - Departamento de Educação Matemática (DEEMA)

Doutor em Educação Matemática pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), com período sanduíche na Universidade de Sevilha/Espanha. Mestre em Educação Matemática pela PUC/SP. Especialista em Estatística Aplicada e Licenciado em Matemática e pela Universidade Metodista de São Paulo. É professor do Departamento de Educação Matemática (DEEMA) da Universidade Federal de Ouro Preto.

Publicado
2021-01-19
Seção
Artigos