Como a Prática Esportiva Inclusiva na Escola Pode Contribuir na Vida Social do Aluno?

  • Celina Lopes Instituto de Educação e Pesquisa Alfredo Torres (IEPAT), aluna do Curso de Especialização em Educação Física Escolar e Inclusiva; Prefeitura Municipal de Campo Grande, agente social de Esporte e Lazer (professora de Karatê) pela Fundação Municipal de Esportes de Campo Grande (FUNESP).
  • Rafael Fernando Pereira de Oliveira Instituto de Educação e Pesquisa Alfredo Torres (IEPAT), aluno do Curso de Especialização em Educação Física Escolar e Inclusiva.
  • Gildiney Penaves de Alencar Universidade Norte do Paraná Polo Campo Grande (UNOPAR-CG) Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Resumo

Resumo
A escola, enquanto espaço de formação, tem como função social transmitir o saber sistematizado e fornecer acesso para as mais distintas áreas do conhecimento, entre essas a Educação Fìsica, a qual tem como objeto de estudo o corpo em movimento e possui uma função social a cumprir em toda a Educação Básica, inclusive, as práticas esportivas presentes nas aulas. Dessa forma, o objetivo deste estudo é compreender como a prática esportiva inclusiva, na escola, pode contribuir para a vida social do aluno, por meio de uma revisão integrativa de artigos publicados de 2010 a 2020 nas bases de dados: Lilacs, SciELO, DOAJ e Dialnet através das combinações dos descritores exatos e sinônimos, em português e em inglês, pelos termos: “esportes”, “inclusão” e “escola”. A busca resultou em uma amostra final de dez artigos e permitiu observar que há um consenso entre os autores de que a prática esportiva contribui, significativamente, com a inclusão dos alunos no meio social, já que ocorrem interações que podem ser levadas ao contexto comunitário, porém, ainda assim, existem autores que não acreditam que isso aconteça, além de poucos estudos que tratem da temática “inclusão”, portanto, digna de ser amplamente explorada. Como contribuições, o estudo sugere que pesquisas futuras possam partir para o campo da mensuração para complementar as conclusões qualitativas, além disso, pode servir como reflexão para os estudiosos encontrarem caminhos que ampliem o conhecimento acerca do assunto.

Palavras-chave: Esportes. Inclusão. Escola.

Abstract
The school as a training space has the social function of transmitting systematized knowledge and providing access to the most different areas of knowledge, among them Physical Education, which has the body in motion as its object of study and has a social function to fulfill throughout basic education, including sports practices present in classes. Thus, the aim of this study is to understand how inclusive sports practice at school can contribute to the student's social life through an integrative review of articles published from 2010 to 2020 in the Lilacs, SciELO, DOAJ and Dialnet databases through combinations of the exact and synonymous descriptors in Portuguese and in English by the terms “sports”, “inclusion” and “school”. The search resulted in a final sample of 10 articles and allowed us to observe that there is a consensus among the authors that sports practice contributes significantly to the students’ inclusion in the social environment, since that interactions occur that can be taken to the community context, even though, there are authors who do not believe this happens, in addition to the few studies that deal with the theme “inclusion”, therefore, worthy of being widely explored. As contributions, the study suggests that future research may move into the field of measurement to complement qualitative conclusions, in addition, it can serve as a reflection for the students to find ways that expand knowledge on the subject.

Keywords: Sports. Inclusion. School.

Biografia do Autor

Gildiney Penaves de Alencar, Universidade Norte do Paraná Polo Campo Grande (UNOPAR-CG) Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
raduado em Educação Física pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB/MS) - Licenciatura (2014) e Bacharelado (2015). Especialista em Fisiologia do Exercício e Treinamento Esportivo (2016) pelas Faculdades Integradas de Cassilândia/Instituto de Educação e Pesquisa Alfredo Torres (FIC/IEPAT/MS). Atualmente é aluno regular do Programa de Pós-Graduação (Mestrado) em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste (2018-2020) na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e aluno regular do Programa de Pós-Graduação (Especialização) em Educação Física Escolar e Inclusiva (2018-2019) nas Faculdades Integradas de Cassilândia/Instituto de Educação e Pesquisa Alfredo Torres (FIC/IEPAT/MS). É Professor de Educação Física do Quadro Efetivo da Secretaria Municipal de Educação de Campo Grande, Mato Grosso do Sul (SEMED) lotado na Escola Municipal Professor João Cândido de Souza e Professor Tutor Presencial na Universidade Norte do Paraná - Polo Campo Grande (UNOPAR/CG) no Curso de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física.
Publicado
2021-03-26
Seção
Artigos