As Manifestações do Raciocínio em uma Sequência Didática Sobre Função com o Auxílio de um Software

Resumo

Este trabalho é um recorte do relato de uma pesquisa experimental com o uso do software Graphmática. O experimento deu-se através de uma sequência didática com estudantes do ensino médio de uma escola pública de Campo Grande, MS. A metodologia utilizada foi a dialógica e teve por objetivo analisar a contribuição do software e da dialogia para fazer emergir os raciocínios classificados por Peirce como abdutivo, indutivo e dedutivo. Os resultados indicam que essa possibilidade existe, mas requer mais tempo de convivência com os estudantes para conquistar confiança e corrigir algumas fragilidades decorrentes da pouco familiaridade deles com a tecnologia de bancada, bem como, alguns vícios de notação e comunicação verbal construídos durante a vida escolar.

 

Palavras-chave: Graphmatica. Abdutivo. Indutivo. Dedutivo. Educação Matemática.

 

Abstract

This work is a cut of the report of an experimental research with the use of the software Graphmática. The experiment was carried out through a didactic sequence with high school students from a public school in Campo Grande, MS. The methodology used was the dialogic, which had as objective analyze the software's contribution and the dialogism to emerge the reasonings classified by Peirce as abductive, inductive and deductive. The results indicate that this possibility exists, but it requires more time with the students to gain confidence and to correct some weaknesses due to their lack of familiarity with bench technology, as well as some notation and verbal communication habits built during the school life. 

Keywords: Graphmatica. Abductive. Inductive. Deductive. Mathematical Education.

Referências

BAIRRAL, Marcelo Almeida; ABREU, Priscilla Fonseca de. Política de inclusão digital mediante a informática educativa: um estudo com professores de matemática, refletindo sobre objetivos do Cabri, do Excel e do Powerpoint. Zetetike, 2009 (17), p. 151-180.

BORBA, M. C.; PENTEADO, M. G. Informática e Educação Matemática.

ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2005

BRAGA, Maria Lucia Santaella. As Três Categorias Peircianas e os Três

Registros Lacanianos. Psicologia USP. 1999. Vol. 10, N° 2, p.81-91.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciência da Natureza, Matemática e suas Tecnologias - Ensino Médio, v. 3. Brasília; MEC/SEB, 1999.

CHEVALLARD, Yves; BOSCH, Marianna; GASCÓN, Josep. Estudar Matemáticas: o elo perdido entre o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2001.

COELHO NETTO, J. Teixeira. Semiótica, comunicação e informação. São Paulo: Perspectiva, 2014.

D´OLIVEIRA, Armando Mora. Peirce: vida e obra. In: PEIRCE, Charles Sanders. Escritos Coligidos. 4.ed. São Paulo: Nova Cultural, 1989. (Os Pensadores)

ECO, Umberto. Sobre os espelhos e outros ensaios. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1989.

EZPELETA, Justa; ROCKWELL, Elsie. Pesquisa participante. São Paulo: Editores Associados, 1986

MARTINS, Wellington Anselmo. Semiótica de Charles Peirce: O Ícone e a Primeiridade. Revista Contemplação, 2015 (12), p.237-250. Disponível em:< fajopa.com/contemplacao/index.php/contemplacao/article/download/93/95 > Acesso em:04 out. 2018.

MINAYO, Maria Cecilia de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde.14.ed. São Paulo: HUCITEC, 2014

MOIMAZ, Érica Ramos; MOLINA, Ana Heloísa. A Contribuição da Semiótica Peirceana para Análise da Pintura Histórica. Anais do II Encontro Nacional de Estudos da Imagem 12, 13 e 14 de maio de 2009 • Londrina-PR, p.576-586. Disponível em: < www.uel.br/eventos/eneimagem/anais/trabalhos/pdf/Moimaz_erica%20Ramos.pdf > Acesso em: 04 out 2018.

PEIRCE, Charles Sanders. Escritos Coligidos. 4.ed. São Paulo: Nova Cultural, 1989. (Os Pensadores).

PENTEADO, Miriam Godoy. Novos atores, novos cenários: discutindo a inserção dos computadores na profissão docente. Pesquisa em educação matemática: concepções e perspectivas. São Paulo: Unesp.1999: 297-313.

ROXO, Euclides. A matemática na educação secundaria. Rio de Janeiro: Companhia Editora Nacional, 1937. (Atualidades Pedagógicas, vol. 25).

SANTAELLA, Lucia. Navegar no ciberespaço: o perfil cognitivo de leitor imersivo. São Paulo: Paulus, 2004.

SANTOS, Vanessa; FARIA, Adriana Horta. Uso de tecnologias e jogos eletrônicos por crianças: uma “nova” parte da história. Anais Eletrônicos do IV EHECO, Campo Grande, MS, 2017. Disponível em: < http://eheco.com.br/ARQUIVOS/ANAIS/Vanessa%20Santos%20-%20Adriana%20Horta%20Faria.pdf > Acesso em: 17 jun. 2018.

TORANZOS, Fausto I. Enseñanza de la Matemática. Buenos Aires: Editorial Kapelusz, 1963.

Publicado
2020-03-04
Seção
Artigos