Metodologia de Ensino-Aprendizagem-Avaliação de Matemática Através da Resolução de Problemas: uma Análise das Perspectivas de Licenciandos em Matemática

Resumo

Este artigo apresenta uma pesquisa que buscou responder ao seguinte questionamento: Como licenciandos em Matemática avaliam a metodologia de ensino-aprendizagem-avaliação de Matemática através da Resolução de Problemas (RP) implementada por um docente formador-pesquisador em disciplina específica da área? Para desenvolvê-la, adotou-se uma abordagem qualitativa de investigação, coletando-se os dados por meio de um questionário, após implementação da metodologia em uma turma de 18 licenciandos em Matemática que cursavam a disciplina Aritmética. O objetivo desse instrumento foi identificar, na perspectiva desses sujeitos, as possíveis contribuições da metodologia para a aprendizagem dos conteúdos matemáticos e dos demais conhecimentos necessários à formação do licenciado em Matemática. Os principais achados foram organizados em função do tripé aprendizagem, ensino e avaliação de Matemática. Diante das conclusões obtidas, embora a maioria dos sujeitos tenha conseguido perceber a importância do uso dessa metodologia para sua Formação Matemática, Pedagógica ou em Educação Matemática, considera-se importante o desenvolvimento de mais estudos na mesma linha, ou seja, trabalhos que possibilitem ao licenciando em Matemática vivenciar efetivamente várias vezes as diversas metodologias de ensino, aprendizagem e avaliação, por meio de RP e de outras abordagens alternativas, seja na condição de aluno ou de futuro professor.

 

Palavras-chave: Licenciatura em Matemática. Futuro Professor. Docente Formador-Pesquisador. Aritmética. Metodologia Qualitativa.

 

Abstract

This article presents a research that sought to answer the following question: How do students of a Mathematics Degree course evaluate the methodology of teaching-learning-assessment of Mathematics through Problem Solving (PR) implemented by a teacher trainer-researcher in a specific discipline in the area? To develop it, a qualitative research approach was adopted, collecting the data through a questionnaire, after implementing the methodology in a class of 18 graduating in Mathematics who studied the Arithmetic discipline. The aim of this instrument was to identify, from the perspective of these subjects, the possible contributions of the methodology to the learning of the mathematical contents and other knowledge necessary for the formation of the graduate in Mathematics. The main findings were organized according to tripod learning, teaching and assessment of mathematics. In view of the conclusions obtained, although the majority of the subjects were able to perceive the importance of using this methodology for their Mathematical Formation, Pedagogical Formation or Mathematical Education Formation, it is considered important to develop further studies in the same line, that is, works that allow the graduating in Mathematics to effectively experience several times the different methodologies of teaching, learning and evaluation, through PR and other alternative approaches, whether as a student or future teacher.

 

Keywords: Degree in Mathematics. Future Teacher. Teacher Trainer-Researcher. Arithmetic. Qualitative Methodology.

Biografia do Autor

Gabriela Castro Silva Cavalheiro, Instituto Federal de São Paulo. SP, Brasil.

Pós-doutoranda na Universidade de São Paulo (USP), Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), São Carlos. Doutora em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, Bauru. Mestre, Licenciada e Bacharel em Matemática pela USP, ICMC, São Carlos. Docente do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Departamento de Matemática e Educação (DME), Araraquara.

Renata Cristina Geromel Meneghetti, Universidade de São Paulo. SP, Brasil.

Renata Cristina Geromel Meneghetti possui graduação em Licenciatura em Matemática (1991) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Brasil), mestrado em Educação Matemática pela UNESP/RC (1995), doutorado em Educação Matemática pela UNESP/RC (2001), pós-doutorado (2010) junto ao CLE (Centro de Lógica e Epistemologia)/UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas/Brasil) e é livre docente pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (2014). É docente da Universidade de São Paulo (USP/Brasil) desde 1996, exercendo a partir de maio de 2014 a função de Professora Associada. É professora colaboradora junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência da Universidade Estadual Paulista, em Bauru, São Paulo.

Referências

Allevato, N. S. G., & Onuchic, L. R. (2014). Ensino-aprendizagem-avaliação de Matemática: por que através da resolução de problemas? In L. R. Onichic (Org.). Resolução de problemas: teoria e prática (pp. 35-52, 1. ed.). Jundiaí: Paco Editorial.

Ausubel, D. P. (2003). Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. (L. Teopisto, trad., V. D. Teodoro, rev. científica). Lisboa: Plátano Edições Técnicas.

Autor (2017).

Brasil. (1998). Ministério da Educação/Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Matemática. Brasília, DF. Retirado em 8 de março de 2019, de: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/matematica.pdf.

Ludke, M. & André, M. E. D. A. (2013). Pesquisa em educação: abordagens qualitativas (2a ed.). Rio de Janeiro: E.P.U.

Onuchic, L. R. (1999). Ensino-aprendizagem de Matemática através da resolução de problemas. In M. A. V. Bicudo (Org.). Pesquisa em educação matemática: concepções e perspectivas. (pp. 199-218). São Paulo: UNESP.

Onuchic, L. R., & Allevato, N. S. G. (2004). Novas reflexões sobre o ensino-aprendizagem de Matemática através da resolução de problemas. In M. A. V. Bicudo, & M. C. Borba (Orgs.). Educação Matemática: pesquisa em movimento (pp. 213-231). São Paulo: Cortez.

Onuchic, L. R. & Allevato, N. S. G. (2011). Pesquisa em resolução de problemas: caminhos, avanços e novas perspectivas. Bolema: Boletim de Educação Matemática, 25(41), 73-98.

Onuchic, L. R. & Morais, R. S. (2013). Resolução de problemas na formação inicial de professores de Matemática. Educação Matemática Pesquisa, 15(3), 671-391.

Polya, G. (1985). O ensino por meio de problemas. Revista do Professor de Matemática, 7, 11-16, 1985. Retirado em 8 de março de 2019, de: http://www.rpm.org.br/cdrpm/7/3.htm.

Ponte, J. P., Oliveira, H., Brunheira, L., Varandas, J. M. & Ferreira, C. (1998). O trabalho do professor numa aula de investigação matemática. Quadrante, 7(2), 1-28. Retirado em 8 de março de 2019, de: http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/3042/1/98-Ponte%20etc%20Quadrante-MPT_.pdf.

Stanic, G. M. A., & Kilpatrick, J. (1992). Historical perspectives on problem solving in the mathematics curriculum. In: R. I. Charles, & E. A. Silver (Eds.), The teaching and assessing of mathematical problem solving (pp. 1-22). Reston, VA: NCTM e Lawrence Erlbaum.

Veiga, I. P. A. (2008). Na sala de aula: o estudo dirigido. In I. P. A. Veiga, Técnicas de ensino: por que não? (pp. 67-88, 19. ed.). Campinas: Papirus.

Publicado
2020-06-22
Seção
Artigos