Investigação Matemática: possibilidade para o ensino de função do 1º grau

  • Rosimiro Araujo do Nascimento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão. MA, Brasil.
  • Marli Teresinha Quartieri Universidade do Vale do Taquari. RS, Brasil

Resumo

Não são raros os professores de Matemática que identificam dificuldades nos estudantes, iniciantes do Ensino Médio, em compreenderem a função polinomial do 1º grau.   Assim, o presente artigo disserta sobre uma das atividades investigativas, que compõe uma dissertação de mestrado, desenvolvida com 26 alunos dispostos em grupos colaborativos, envolvendo a referida função. A pesquisa, na modalidade qualitativa, foi apoiada por uma observação participante na qual questionou-se: como os estudantes do 1º ano do curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio possibilitam o ensino e aprendizagem da função afim ao explorarem, de modo colaborativo, uma atividade investigativa? Nesse sentido, objetivou-se possibilitar o ensino e aprendizagem da função polinomial do 1º grau envolvendo estudantes em grupos colaborativos. Nessa consecução, os discentes vivenciaram os quatro momentos de investigação matemática vistos em Ponte, Brocardo e Oliveira (2013). Para assegurar os resultados das discussões os dados foram registrados no caderno de campo do mediador, caderno de anotações dos grupos, gravador de áudio e voz e fotografias. Verificou-se que a questão e o objetivo proposto foram alcançados. Assim, constatou-se que os estudantes criaram ideias que os levaram a elaborar e promover ensino e aprendizagem sobre a função afim.

Palavras-chave: Investigação Matemática. Função Afim. Trabalho Colaborativo.  

Abstract

It is not uncommon the Math teachers identify difficulties in the students, high school beginners, who misunderstand the first degree polynomial function. So, this article discusses one of the investigative activities which compose a master’s degree dissertation developed with 26 students organized in collaborative groups, involving the aforementioned function. The research, in the qualitative approach, was supported for a participant observation in which was questioned: how do the high professional school students in Technician in Farming enable the teaching and learning of the first degree function when they explore an investigative activity collaboratively? In this sense, one focused on enabling the teaching and learning of the first degree polynomial function involving students in collaborative groups. In this achievement, students experienced the four moments of the Mathematics investigation seen in Ponte, Brocardo and Oliveira (2013). To assure the results of the discussion, the data were recorded in the mediator’s field notebook, notebooks from the groups, audio and voice recording and pictures. One checked that both the question and proposed objective were achieved. Thus, one found that students created ideas that took them to work out and promote the teaching and learning about the function of the first degree. 

 Keywords: Mathematics Investigation. Function of the First Degree. Collaborative work.

Biografia do Autor

Rosimiro Araujo do Nascimento, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão. MA, Brasil.

Chefe do Departamento de Ensino e docente da disciplina de Matemática no Campus São Raimundo das Mangabeiras do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) - Brasil

Marli Teresinha Quartieri, Universidade do Vale do Taquari. RS, Brasil

Coordenadora do Mestrado em Ensino de Ciêncas Exatas da Universidade do Vale do Taquari (Univates). Doutora em Educação.

Referências

[...] uma investigação matemática envolve quatro momentos principais. O primeiro abrange o reconhecimento da situação, sua exploração preliminar e a formulação de questões. O segundo momento refere-se ao processo de formulação de conjecturas. O terceiro inclui a realização de testes e o eventual refinamento das conjecturas. E, finalmente, o último diz respeito à argumentação, à demonstração e avaliação do trabalho realizado (PONTE; BROCARDO; OLIVEIRA, 2013, p. 20).

Um cenário para investigação é aquele que convida os alunos a formularem questões e procurarem explicações. O convite é simbolizado pelo “O que acontece se ... T” do professor. O aceite dos alunos ao convite é simbolizado por seus “Sim, o que acontece se ... T”. Dessa forma, os alunos se envolvem no processo de exploração. O “Por que isto ... ?” do professor representa um desafio e os “Sim, por que isto ... T” dos alunos indica que eles estão encarando o desafio e que estão procurando explicações. Quando os alunos assumem o processo de exploração e explicação, o cenário para investigação passa a constituir um novo ambiente de aprendizagem. No cenário para investigação, os alunos são responsáveis pelo processo (SKOVSMOSE, 2000, p. 6).

Publicado
2020-10-03
Seção
Artigos