Conhecimentos de Professores dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental Sobre os Números Racionais e Sobre seu Ensino na Educação Básica

  • Norma Kerches de O. Rogeri Secretaria de Estado da Educação de São Paulo. SP, Brasil
  • Ruy Cesar Pietropaolo Universidade Anhanguera, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Matemática. SP, Brasil.
  • Maria Elisabette Brisola Brito Prado Universidade Anhanguera, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Matemática. SP, Brasil. Unopar, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Metodologias para o Ensino de Linguagens e suas Tecnologias. PR, Brasil.

Resumo

Apresentamos, neste artigo, uma interpretação dos conhecimentos explicitados por um grupo de professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental de escolas públicas de São Paulo, sobre números racionais e seu ensino, com ênfase em sua representação decimal. Os dados examinados foram coletados pela aplicação de questionários envolvendo itens relativos ao conhecimento do conteúdo específico “números racionais e suas representações fracionárias e decimais” e conhecimentos pedagógicos sobre esse tema, com o objetivo de identificar conhecimentos e práticas dos professores a respeito do processo de ensino e de aprendizagem de noções concernentes a essa temática. As respostas revelaram concepções inconsistentes sobre os números racionais e seu ensino. A imagem conceitual referente aos números racionais elaborada pela maioria dos participantes era predominantemente constituída por noções relativas às frações. Embora a ideia de quociente faça parte das noções essenciais dos números racionais apresentadas nos currículos prescritos, não apareceu como tal nos conhecimentos dos professores. Os critérios de comparação de números racionais em sua representação decimal utilizados por eles se apoiavam em critérios envolvendo números inteiros com a vírgula representando apenas um ponto que separa duas partes de um número: a parte inteira e a decimal, revelando com isso, equívocos no repertório do grupo. Esses resultados colocam em destaque lacunas nos programas praticados nos cursos de formação inicial e/ou continuada de professores de Matemática e apontam para a necessidade de haver, em processos formativos, uma articulação entre diferentes abordagens, estratégias e materiais para os processos de ensino e aprendizagem de números racionais, representados na forma decimal

 

Palavras-chave: Números Racionais. Números Decimais. Conhecimento Matemático para o Ensino.

Abstract

This paper presents an interpretation of the knowledge explicitly showed by a group of early primary school teachers in public schools of São Paulo on rational numbers and its teaching, focusing on its decimal representation. Data under analysis was collected through questionnaires on knowledge of the specific content “rational numbers and their fraction and decimal representations”, as well as pedagogic knowledge on this, aiming to identify knowledges and practices of teachers with respect to the teaching and learning process regarding notions associated to this theme. Answers showed inconsistent conceptions on rational numbers and teaching them. The conceptual image concerning rational numbers that most participants had was predominantly built by notions related to fractions. Although the idea of quotient is part of curricula as an essential notion for rational numbers, teachers’ knowledge did not show that. Comparison criteria of rational numbers in their decimal representation were supported by criteria involving integers, with a comma representing just a mark separating two parts of a number; the integer and the decimal, revealing errors in the teachers’ knowledge. These results underscore gaps in programs of early and/or continued formation of Math teachers, pointing to the need in formative processes of an articulation between different approaches, strategies, and materials for teaching and learning processes regarding rational numbers in their decimal form.

 

Keywords: Rational Numbers; Decimal Numbers; Mathematical Knowledge for Teaching

Referências

Behr M., Lesh R., Post, T., & Silver, E.A. (1983). Rational-number concepts”. In: Lesh, R., Landau, M. (Ed.). Acquisition of mathematics concepts and processes, (pp.91-126) New York: Academic.

Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. (1977). Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Ensino de primeira a quarta série. Brasilia: MEC/SEF.

Corbo O. (2012). Um Estudo sobre os conhecimentos necessários ao professor de matemática para a exploração de noções concernentes aos números irracionais na educação básica. Tese de Doutorado em Educação Matemática. São Paulo: Universidade Bandeirante de São Paulo, 2012.

Lamon S. (2007). Rational numbers and proportional reasoning. In: F. Lester, Second handbook ok mathematics teaching and learning (pp.629-667). Greenwich, CT:Information Age Publishing.

Monteiro C. (2007). Dos números inteiros aos decimais: um percurso complexo, mas possível, no desenvolvimento do sentido. In: M. L. Serrazina, Ensinar e aprender matemática no 1º ciclo (pp.19-33). Lisboa: Texto Editores.

Pérez JC. (1997). ¿Números Decimales? ¿Por qué? ¿Para qué?. Madri: Editorial Síntesis.

Perrin-Glorian, M.-J. (1986). Representation des fractions et des nombres decimaux chez des eleves de CM2 et du College. Petit 10(10):.5-29.

Pinto, H.G. (2011). O desenvolvimento do sentido da multiplicação e da divisão de números racionais. Lisboa: Universidade de Lisboa.

Ponte, J.P. (2006). Números e álgebra no currículo escolar. In: Vale, I., Pimentel,T. Fonseca, L., Santos, L., Canavarro, P. Números e álgebra na aprendizagem da Matemática e na formação de professores (pp.5-27). Lisboa: SEM-SPCE.

Ponte, J.P. (2005). Gestão curricular em Matemática. In: GTI (Ed.), O professor e o desenvolvimento curricular (pp.11-34). Lisboa: APM.

Ponte, J.P., & Quaresma, M. (2011). Abordagem exploratória com representações múltiplas na aprendizagem dos números racionais: um estudo de desenvolvimento curricular. Quadrante, 20:55-81.

Post, T., Cramer, K., Behr, M., Lesh, R., & Harel, G. (1993). Curriculum implications of research on the teaching and assessing of rational number concepts”. In: Carpenter, T., Fennema, E., Romberg, T. A. Rational numbers: an integration of research. (pp.327-362). Hillsdale, NJ: Erlbaum.

Roditi, E. (2007). La comparaison des nombres décimaux, conception et expérimentation d’une aide aux élèves en dificulté”. In: Annales de Didactique et de Sciences Cognitives, 12:55-81.

São Paulo. Secretaria da Educação. (2014). Orientações Curriculares do Estado de São Paulo Anos Iniciais do Ensino Fundamental Matemática. Versão Preliminar. Coordenadoria de Gestão da Educação Básica.

Shulman, L. (1986). Those who understand: knowledge growth in teaching. Educ Research, 15( 2): 4-14

Shulman, L. (1987). Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, (57):1-22.

Stacey K, Helme S, Steine V, Baturo A, Irwin K, & Bana J. (2001). Preservice teachers' knowledge of difficulties in decimal numeration. J. Mathem Teacher Educ., 4(3):205-25.

Tall D, & Vinner S. Concept image and concept definition in mathematics with particular reference to limits and continuity (1981). Educ. Studies Mathem, 12:151-69.

Tirosh D, Fischbein E, Graeber A, & Wilson J, (1998). Prospective Elementary Teachers' conceptions of Rational Numbers”. Disponível em: <http://jwilson.coe.uga.edu/texts.folder/tirosh/pros.el.tchrs.html>. Acesso em: 5 set. 2018.

Publicado
2019-12-30
Seção
Artigos