USO DE SITUAÇÕES QUOCIENTE NO ENSINO DE FRAÇÕES

  • Tânia Maria Mendonça Campos
  • Terezinha Nunes
  • Peter Bryant
  • Angélica da Fontoura Garcia Silva
  • Raquel Factori Canova
  • Patrícia de Barros Monteiro Cervantes

Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar se os resultados encontrados em outros países, que registram entre alunos de 8-9 anos noções intuitivas sobre frações em situações quociente, podem ser generalizados à nossa realidade. As frações representam um grande desafio para os alunos desde o ensino fundamental até o secundário; é, portanto, urgente que se encontrem soluções efetivas para o ensino desse conceito. O estudo, realizado em São Paulo, envolveu a apresentação de questões usadas em investigações em outros países por duas professoras a seus alunos em sala de aula. Os alunos responderam as questões individualmente, discutindo a seguir suas respostas em pequenos grupos, e finalmente apresentando as conclusões do grupo em uma sessão coletiva. Também foi analisada a atuação dos professores desses alunos, uma vez que os pesquisadores atuaram como se fossem professores compartilhando a sala de aula. Este artigo apresenta exemplos de produções dos alunos e discute seu significado com relação a ideias importantes para a compreensão de frações, como a relação inversa entre o denominador e a quantidade representada, a equivalência entre frações diferentes e a importância do todo. Essas produções mostraram que os resultados observados na literatura européia são replicados em nossa realidade. Espera-se que a análise dessas produções possa contribuir para que professores que desejem iniciar o ensino de frações em situações quociente possam antecipar as reações de seus alunos e facilitar o processo de reflexão sobre as noções complexas envolvidas nesse conceito.
Publicado
2015-06-18
Seção
Artigos