Ações de Docência com Uso de Tecnologias Digitais na Formação Inicial de Professores de Matemática

Resumo

Neste artigo discutimos resultados de uma pesquisa em que se analisou ações propostas em uma disciplina de Prática de Ensino, identificando aquelas que podem ter possibilitado a construção de conhecimentos tecnológicos e pedagógicos de conteúdo, por egressos de um curso de Licenciatura em Matemática. Dentre as ações identificadas, duas são relacionadas à aprendizagem da docência, uma vivenciada na sala de aula da disciplina, em que o acadêmico teve colegas como alunos, e a outra realizada no espaço da escola, em que o acadêmico assumiu a regência de uma aula de matemática em escolas de Educação Básica. O objetivo neste artigo é analisar essas duas ações e possíveis relações com a construção de conhecimentos tecnológicos e pedagógicos de conteúdo matemático. Os dados foram produzidos na pesquisa a partir de entrevistas realizadas com 27 egressos desse curso de Licenciatura em Matemática, que realizaram a disciplina de Prática de Ensino e concluíram o curso, no período de 2010 a 2015. A partir da análise de “falas de egressos”, concluiu-se que as duas ações propostas na disciplina de Prática de Ensino, nas quais os professores em formação tiveram a oportunidade de praticar a docência, podem ter oportunizado a construção de conhecimentos tecnológicos e pedagógicos de conteúdo matemático. Nessas ações, esses egressos tiveram que estudar conteúdos matemáticos e tecnologias, de maneira a atender objetivos de aulas e favorecer a aprendizagem de seus alunos.

Palavras-chave: Prática de Ensino. Formação Inicial. Matemática. Tecnologias Digitais.

Abstract

In this paper we discuss the results of a research in which actions proposed in a Teaching Practice discipline were analyzed, identifying those may have made the construction of technological and pedagogical knowledge, by graduates of a Mathematics Degree. Among the actions identified, two are related to teaching learning, and other experienced in the classroom, in which the students was the academic’s colleagues, and the other was in the school space, in which the academic took over the conduct of a class of mathematics in Basic Education schools. The objective of this article is to analyze these two actions and possible relationships with the construction of technological and pedagogical knowledge of Mathematical content. The data were produced in the research based on interviews with 27 graduates of this Mathematics Degree, who took the Teaching Practice discipline and completed the course, from 2010 to 2015. From the analysis of the “speeches of graduates”, it was concluded that the two actions proposed in the Teaching Practice discipline, in which the teachers in training had the opportunity to practice teaching, may have given rise to the construction of technological and pedagogical knowledge of Mathematical content. In these actions, these graduates had to study Mathematical content and technologies, in order to meet class objectives and favor the learning of their students.

Keywords: Teaching Practice. Initial Formation. Mathematics. Digital Technologies.

Biografia do Autor

Ivanete Fátima Blauth, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Matemática. MS, Brasil.

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Suely Scherer, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Matemática. MS.

Professora Doutora, atuando nos programas de Pós Graduação em Educação e Educação Matemática da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Referências

Almeida, M. E. B. (2000). Proinfo: Informática e formação de professores/ Secretaria da Educação a Distância. Brasília: Ministério da Educação, Seed.

Becker, F. (2012). Educação e construção de conhecimento. 2 Ed. Porto Alegre: Penso.

XXXX. (2017)

Carneiro, R.F. (2008). Da licenciatura ao início da docência: vivências de professores de Matemática na utilização de tecnologias da informação e comunicação. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de São Carlos.

Gatti, B. A. (2013). A formação inicial de professores para a educação básica: as licenciaturas. Revista USP. São Paulo. Nº 100, p.33-46. Dez./jan./fev. 2013-2014.

Koehler, M. J.; Mishra, P.; Akcaoglu, M. & Rosenberg, J. M. (2013). The Technological Pedagogical Content Knowledge Framework for Teachers and Teacher Educators. Recuperado em 20 de fevereiro de 2019 de http://cemca.org.in/ckfinder/userfiles/files/ICT%20teacher%20education%20Module%201%20Final_May%2020.pdf.

Koehler, M. J & Mishra, P. (2005). What happens when teachers design educational technology? The development of Technological Pedagogical Content Knowledge. Journal of Educational Computing Research, v.32, n.2. Mar. 2005. p.131-152. doi:10.2190/0EW7-01WB-BKHL-QDYV. Recuperado em 20 de fevereiro, 2018 de http://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.2190/0EW7-01WB-BKHL-QDYV.

Marcon, D.; Graça, A. B. S. & Nascimento, J. V. (2010). Reflexões sobre o processo de construção do conhecimento pedagógico do conteúdo de futuros professores. In: Anais V CINFE- Congresso Internacional de Filosofia e Educação. p.1-17. Recuperado em 15 de junho, 2019 de http://www.ucs.br/ucs/tplcinfe/eventos/cinfe/artigos/artigos/arquivos/eixo_tematico5/Reflexoes%20sobre%20o%20Processo%20de%20Construcao%20do%20Conhecimento%20Pedagogico.pdf.

Mishra, P. & Koehler, M. J. (2006). Technological Pedagogical Content Knowledge: A Framework for Teacher Knowledge. Teachers College Record, v. 108, n.6, Jun. 2006, p. 1017–1054. doi:10.1111/j.1467-9620.2006.00684.

Nogueira, C.M.I. A formação de professores que ensinam matemática e os conteúdos escolares: uma reflexão sustentada na epistemologia genética. Revista Eletrônica de Psicologia e Epistemologia Genéticas. Volume 05. Edição Especial. Set/2013. Recuperado em 15 de junho, 2019 de http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/scheme/article/view/3230.

Orlando, J.& Attard, C. (2016). Digital natives come of age: the reality of today’s early career teachers using mobile devices to teach mathematics. Mathematics Education Research Journal. Volume 28, p. 107–121. Recuperado em 10 de abril, 2018 de https://link.springer.com/article/10.1007/s13394-015-0159-6. https://doi.org/10.1007/s13394-015-0159-6

Prenski, M. (2001). Nativos digitais, imigrantes digitais. Recuperado em 10 de maio, 2018 de http://www.colegiongeracao.com.br/novageracao/2_intencoes/nativos.pdf.

Shulman, L. (1986). Those Who Understand: Knowledge Growth in Teaching, Educational Researcher, Vol. 15, No. 2.

Valente, J. A. (2003). Formação de Educadores para o uso da Informática na Escola. Campinas, SP: UNICAMP/NIED.

Valente, J. A. (2005). O ciclo de ações e a espiral da aprendizagem. In: valente, J. A. A espiral da espiral da aprendizagem: o processo de compreensão do papel das tecnologias de informação e comunicação na educação. (Tese de livre docência) Cap. 04. Universidade Estadual de Campinas. Campinas/SP.

Publicado
2020-10-03
Seção
Artigos