Explorando Estratégias Diferenciadas na Resolução de Problemas Matemáticos

  • Virginia Furlanetto Escola Municipal de Ensino Fundamental Roman Ross, Mestre em Ensino de Ciências Exatas
  • Maria Madalena Dullius Universidade do Vale do Taquari – UNIVATES, Doutora em Ensino de Ciências e Matemática

Resumo

O ensino e aprendizagem da Matemática tem sido alvo de recorrente preocupação por parte de professores e gestores, pois os resultados alcançados pelos estudantes tem sido pouco satisfatórios no cenário nacional, como um todo, salvo algumas exceções. Na área da educação Matemática, faz-se necessário melhorar a qualidade do ensino e aprendizagem dos alunos e visando contribuir nesse aspecto, desenvolvemos uma pesquisa com o objetivo de explorar o uso de diferentes estratégias de resolução de problemas matemáticos com estudantes da Educação Básica e verificar como estas interferem nesse processo. Iniciamos o trabalho com um estudo bibliográfico sobre as estratégias de resolução de problemas e investigamos quais delas são utilizadas pelos alunos da Educação Básica. Considerando os dados coletados, desenvolvemos uma intervenção pedagógica com alunos de 7ª e 8ª séries do Ensino Fundamental, em que exploramos problemas de livros didáticos, Olimpíadas Matemáticas e outras fontes, incentivando a utilização de estratégias alternativas ao Cálculo formal e compartilhando-as por meio de discussões para validação das mesmas. Ao final deste período, foram propostas uma nova seleção de problemas e a participação em uma entrevista semiestruturada, por meio das quais foram obtidos indícios de eficácia da proposta. Os participantes  passaram a utilizar com maior frequência e eficácia estratégias alternativas ao Cálculo formal e manifestaram preferência por estas formas de resolução. Apresentamos, portanto, uma possibilidade para o trabalho com resolução de problemas, capaz de auxiliar os estudantes a obterem êxito no processo, de forma autônoma.

Publicado
2020-10-03
Seção
Artigos