A Matemática do Ensino e os Documentos Curriculares: Bases Teórico-Metodológicas Para Análise da Produção de Novos Saberes

  • Wagner Rodrigues Valente UNIFESP Campus Guarulhos, Departamento de Educação. SP, Brasil

Resumo

Resumo
Como historicamente é possível realizar a análise dos processos e dinâmicas de elaboração de novos saberes para o ensino de matemática e para a formação do professor que ensina matemática fixados em documentos curriculares? Buscando responder a esta questão o objetivo deste texto é analisar que bases teórico-metodológicas podem ser mobilizadas de modo a ser possível caracterizar a matemática do ensino, constructo teórico que articula a matemática do ensino e a matemática da formação de professores. A análise envolve metodologia vinda do campo histórico. Dentre os autores mobilizados para desenvolvimento do estudo estão Chervel (1990) e os seus trabalhos sobre história das disciplinas escolares; também Julia (2000) e a introdução do conceito de cultura escolar; Hofstetter & Schneuwly (2020) e os saberes para a formação de professores, dentre outros. Como resultados apontam-se três referências fundamentais: a sócio-história, a mobilização do conceito de experts e o uso das variações de escala.

Palavras-chave: Sócio-História. Experts. Currículo. Formação de Professores. Matemática

Abstract
How historically is it possible to analyze processes and dynamics for the development of new knowledge for the teaching of mathematics and for the training of teachers who teach mathematics fixed in curricular documents? Seeking to answer this question, the objective of this text is to analyze which theoretical and methodological bases can be mobilized in order to be able to characterize mathematics from teaching, a theoretical construct that articulates mathematics to teach and the mathematics for teaching. The analysis involves methodology from the historical field. Among the authors mobilized for the development of the study are Chervel (1990) and his works on the history of school subjects; also Julia (2000) and the introduction of the concept of school culture; Hofstetter & Schneuwly (2020) and the knowledge for teacher training, among others. As results, three fundamental references are pointed out: socio-history, the mobilization of the concept of experts and the use of variations in scales.

Keywords: Socio-History. Experts. Curriculum. Teacher Training. Mathematics.

Biografia do Autor

Wagner Rodrigues Valente, UNIFESP Campus Guarulhos, Departamento de Educação. SP, Brasil

Wagner Rodrigues Valente é professor livre docente do Departamento de Educação da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da UNIFESP

Publicado
2021-04-30
Seção
Artigos