PERCEBENDO O PROFESSOR DE MATEMÁTICA ONLINE USANDO TECNOLOGIAS DURANTE A CYBERFORMAÇÃO

  • Denílson José Seidel
  • Maurício Rosa

Resumo

Apresentamos neste artigo parte dos resultados da pesquisa que estamos desenvolvendo, a qual tem por objetivo desvelar como o professor de matemática se percebeu professor online durante um curso de formação continuada, de 40h, totalmente a distância, elaborado consoante às premissas da Cyberformação. É nesta totalidade que buscamos avançar em direção à compreensão deste profissional que atuará na Educação Matemática a Distância Online, possibilitando, dessa forma, contribuir com os embates travados na comunidade científica que circunscrevem a formação do professor de matemática online. Particularmente, nosso foco aqui é o uso de tecnologias na totalidade vivida por professores de matemática, neste curso. Em função disso, nossa tessitura teórica envolve fios intencionais que perpassam a percepção (MERLEAU-PONTY, 2006), o uso de tecnologias e a concepção de Cyberformação (ROSA, 2011). Seguindo pelo caminho da pesquisa qualitativa segundo a visão fenomenológica, percebemos o professor de matemática online usando tecnologias entre dois polos: como um ser em si e como um ser para si. Ser em si, pois usa as tecnologias em atividades previamente estabelecidas semelhantes àquelas usadas na sala de aula. Ser para si, porque usa tecnologias para construir situações de ensino e aprendizagem em que seus alunos, ao fazerem-matematicamente-com-tecnologias (ROSA, 2008), possam potencializar a produção do conhecimento matemático. Assim, acreditamos que estas considerações podem abrir horizontes a professores de matemática em relação ao uso de tecnologias em processos educativos matemáticos online.
Publicado
2015-06-18
Seção
Artigos