Acessibilidade no Transporte Ferroviário Urbano de São Paulo

  • Vinicius Galvão Silva
  • Antonio Carlos Estender

Resumo

O Planejamento e a Acessibilidade no Transporte Ferroviário têm destaque por serem dois assuntos tratados com cuidado e paciência por serem desenvolvidos a longo prazo. São Paulo é uma cidade totalmente dinâmica; o transporte é um equipamento com altíssimo potencial de desenvolvimento urbano social, e tudo aquilo que faz para desenvolver a mobilidade e o deslocamento de pessoas encurtando distâncias é importante. As pessoas, motivadas por interesses diversos, utilizam-se do transporte para locomoção e, sobretudo, para geração de riqueza. Com o objetivo de ampliar o modo trabalhado e todo planejado de uma desenvoltura sistemática no transporte ferroviário, buscou-se verificar a escassez de recursos, o excesso de burocracia no planejamento e a falta de concretização de empreendimentos, com análises documentais, bibliográficas e estudos de caso. A CPTM herdou uma malha ferroviária muito antiga e defasada, sem acessibilidade e infraestrutura, o motivo dessa ineficiência foi a péssima gestão, ocasionando o abandono da ferrovia, gerando ausência de manutenção e do aproveitamento do uso do solo, que envolve toda uma estrutura de transformação no planejamento de transporte além do planejamento urbano, ambiental e social. O planejamento de transporte precisa criar uma rede de transporte integrado com o desenvolvimento urbano, melhorando sua infraestrutura, aproveitando o uso do solo, diminuindo a vulnerabilidade na gestão e proporcionando mobilidade para seus usuários.

Publicado
2016-03-24
Seção
Artigos Originais