Representação do Trabalho na Construção Civil Pesada: Prazer ou Sofrimento?

Edna Gasperini, Priscila Regina Rigotti, Giuliano Derrosso

Resumo


O trabalho sempre foi visto como uma tarefa complicada e que necessita de dedicação para conseguir realizar e finalizar. Quando esta palavra associada ao emprego, nota-se a importância que traz ao significado e a vida das pessoas, além de colaborar para a mudança na visão de mundo. Este artigo quer compreender a representatividade do seu trabalho/emprego para os trabalhadores da construção civil pesada no trecho da BR 277, além de tentar entender a maneira como eles vivenciam e dão sentido as suas experiências ao longo da vida nesta atividade, que é visto pela sociedade como árduo. Buscou-se observar como os trabalhadores classificavam seu trabalho em prazer e/ou sofrimento, fazendo indagações e entrevistas no próprio local de trabalho, para que pudesse complementar e vivenciar o seu dia-a-dia. A subjetividade também foi abordada com o intuito de salientar a importância da individualidade na leitura das produções por cada sujeito.

Palavras-chave: Representação. Subjetividade. Construção Civil.

Abstract

Work has always been a complicated task and requires dedication to be accomplished and finished. When work associated with employment results in an important matter that brings meaning for people’s lives, besides it collaborates with the change in world’s view. This article aims to understand the representativeness of work / employment for heavy construction workers who work at BR 277 and try to understand how they experience and give meaning to their lifelong experiences on this activity, which is seen by society as arduous. We observed how the workers classified their work in pleasure and / or suffering, making inquiries and interviews in their workplace, so it could complement the experiences of their daily lives. Subjectivity was also approached in order to emphasize the importance of individuality in reading the productions by each subject.

Keywords: Representation. Subjectivity.  Heavy Construction.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17921/1415-6571.2019v23n37p78-83

Apontamentos

  • Não há apontamentos.