Inovação na Educação Inclusiva: Estado da Arte em 2017

  • Herculano Henriques Chingui Chitungo Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Tecnologias de Informação e Comunicação, SC, Brasil.
  • Vanderleia Benedet Reus Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Tecnologias de Informação e Comunicação, SC, Brasil.
  • Helio Aisenberg Ferenhof Universidade Federal de Santa Catarina, SC, Brasil.
  • Simone Meister S. Bilessimo Universidade Federal de Santa Catarina, SC, Brasil.
  • Andrea Cristina Trierweiller Universidade Federal de Santa Catarina, SC, Brasil.
Palavras-chave: Inovação, Educação Inclusiva, Revisão Sistemática.

Resumo

O objetivo deste trabalho é revisar a produção científica sobre inovação em educação inclusiva, como forma de entender sua existência, estabelecendo o atual conhecimento relacionado ao tema que está sendo estudado na bibliografia. O estudo consiste em uma revisão sistemática de documentos acadêmicos revisados por pares, que abordam a inovação e educação inclusiva. O método de pesquisa utilizado foi o SystematicSearchFlow (SSF). Os bancos de dados utilizados foram Compendex, Scopus e Web of Science, que executam a consulta sobre o tópico, palavras-chave e resumos. A revisão resultou em 94 documentos, sendo 23 duplicados, resultando em 71 documentos, sem delimitação temporal de publicação. Após o exame do título, resumos e palavras-chave dos respectivos documentos, para se certificar de que eles corresponderam ao nosso interesse, o número de documentos foi reduzido para 58, os quais cumpriram nossos critérios e foram analisados. Este estudo, embora não tenha permitido uma cobertura completa de todos os documentos existentes revisados por pares, o seu processo de revisão abrangeu uma grande proporção de estudos disponíveis. Não somente demonstra a relevância de diferentes abordagens para contribuir com a literatura de inovação em educação inclusiva, mas também diretrizes promissoras para futuras pesquisas.

Palavras-chave: Inovação. Educação Inclusiva. Revisão Sistemática.

Abstract

The aim of this work is to review the scientific production on innovation in inclusive education, as a way to understand its existence, establishing the current knowledge related to this subject that is being currently studied and available in the literature. The study consists of a systematic review based on peer-reviewed academic papers addressing innovation and inclusive education. The search method used was SystematicSearchFlow (SSF). The databases used were Compendex, Scopus and Web of Science, which run a search on the topic, keywords and abstracts. The review search resulted in 94 documents, which 23 were duplicates, resulting in 71 documents, with no temporal delimitation of publication. After examining the title, abstracts and keywords of the respective documents, to make sure they matched our interest, the number of documents was reduced to 58 documents that met our criteria and were analyzed. Although this study did not allow full coverage of all existing peer-reviewed documents, the review process covered a large proportion of available studies. Not only does it demonstrates the relevance of different approaches to contribute to the literature of innovation in inclusive education, but also support promising guidelines for future research.

Keywords: Innovation. Inclusive Education. Systematic Review.

Biografia do Autor

Herculano Henriques Chingui Chitungo, Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Tecnologias de Informação e Comunicação, SC, Brasil.
Mestrando em Tecnologias de Informação e Comunicação
Vanderleia Benedet Reus, Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Tecnologias de Informação e Comunicação, SC, Brasil.
Mestranda em Tecnologias de Informação e Comunicação
Helio Aisenberg Ferenhof, Universidade Federal de Santa Catarina, SC, Brasil.
Prof. Dr.
Simone Meister S. Bilessimo, Universidade Federal de Santa Catarina, SC, Brasil.
UFSC
Andrea Cristina Trierweiller, Universidade Federal de Santa Catarina, SC, Brasil.
Profa. Dra.
Publicado
2019-06-28
Seção
Artigos Originais