Análise do Ambiente Informacional no Processo de Patente Brasileiro

  • Giuliano Carlo Rainatto Universidade Anhanguera de Guarulhos. SP, Brasil.
  • Orlando Roque Silva Faculdades Metropolitanas Unidas. SP, Brasil.
  • Denis Gustavo Paschoal Salford University, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Administração. Inglaterra.
  • Norberto Almeida Andrade Faculdade Metropolitanas Unidas. SP, Brasil
  • Fernando Silva Faculdade Campo Limpo Paulista. SP, Brasil
Palavras-chave: patentes, proteção industrial, informação, SERVQUAL, vantagem competitiva

Resumo

A patente é uma ferramenta importante para o inventor, pois concede a ele um monopólio temporário de exploração devido à novidade atingida durante as pesquisas para a invenção. Atualmente os inventores brasileiros têm 30 mil pedidos no INPI, que concede cerca de 900 pedidos por ano de patentes depositadas. Essa lacuna entre entrada e saída de patentes, ocorre muito por parte de um sistema lento e criado só para poder coexistir com outros modelos de proteção. A presente pesquisa teve o intuito de analisar o processo de patentes brasileiro, valendo-se da ótica da informação, observando se a mesma é responsável pela fuga de pedidos de patentes do Brasil para o exterior. Foi utilizada uma pesquisa quali-quantitativa, com questionário apresentado via web, e também um roteiro de entrevista semiestruturada, visando identificar o que os inventores percebiam no ambiente informacional do INPI. Foi possível identificar que existe um gap entre a percepção e a expectativa da informação vinda do INPI para os inventores, criando um ruído em todo o processo de patenteamento. As entrevistas efetuadas corroboram com o questionário quantitativo, pois mostraram o descontentamento tanto ao volume quanto à qualidade e à velocidade da informação apresentada pelo INPI. Esses dados são suficientes para mostrar que o processo de patentes brasileiro, na ótica da informação, é muito ruim, pois, após longos anos de espera, a expectativa do inventor é muito distante da percepção.

 

Palavras-chave: Patentes. Proteção Industrial. SERVQUA. Vantagem Competitiva.

 

Abstract

A patent is an important tool for the inventor as it gives him a temporary monopoly of exploitation due to the novelty achieved during research for the invention. Currently Brazilian inventors have 30,000 applications at the INPI, which grants about 900 patent applications per year filed. This gap between patent entry and exit occurs largely from a slow system designed just to coexist with other protection models. This research aimed to analyze the Brazilian patent process, using the information perspective, observing if it is responsible for the escape of patent applications from Brazil to abroad. A qualitative and quantitative research was used, with a questionnaire presented via the web, as well as a semi-structured interview script, aiming to identify what the inventors perceived in the informational environment of the INPI. It was possible to identify that there is a gap between the perception and expectation of the information coming from the INPI to the inventors, creating a noise throughout the patenting process. The interviews carried out corroborate the quantitative questionnaire, as they showed discontent regarding both the volume and the quality and speed of the information presented by the INPI. These data are sufficient to show that the Brazilian patent process, from an information point of view, is very bad, because after long years of waiting, the inventor's expectation is very far from perception.

 

Keywords: Patents. Industrial Protection. SERVQUAL. Competitive Advantage.

 

Biografia do Autor

Giuliano Carlo Rainatto, Universidade Anhanguera de Guarulhos. SP, Brasil.
Mestre em administração pelo PPGA/FMU - faculdades metropolitanas unidas
Orlando Roque Silva, Faculdades Metropolitanas Unidas. SP, Brasil.
Doutor pela universidade metodista de piracicaba
Denis Gustavo Paschoal, Salford University, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Administração. Inglaterra.
Mestrando em administração pela SALFORD UNIVERSITY
Norberto Almeida Andrade, Faculdade Metropolitanas Unidas. SP, Brasil
Mestre ame administração pelo PPGA/FMU
Fernando Silva, Faculdade Campo Limpo Paulista. SP, Brasil
Mestre em administração pelo PPGA/FMU - faculdades metropolitanas unidas
Publicado
2020-02-19
Seção
Artigos Originais