Os Processos de Inovações e o Desempenho Financeiro das Pequenas Propriedades Rurais: uma Avaliação Empírica em Mato Grosso do Sul

Resumo

Resumo
A inovação em propriedades rurais se torna um fator importante, principalmente, nas questões relacionadas à produção com maior eficiência e o da concorrência. Este artigo analisou, empiricamente, qual a relação entre uso de inovações incrementais e radicais e o desempenho financeiro nas pequenas propriedades rurais em Mato Grosso do Sul. A pesquisa foi realizada por meio de uma abordagem quantitativa, de natureza básica, coletando informações de 55 pequenas propriedades rurais, com área de até 100 hectares, utilizando um questionário estruturado e entrevistas face a face, durante os meses de abril e maio de 2018. Os dados foram tratados e analisados quanto a sua consistência interna empregando o indicador do alfa de Cronbach, obtendo-se as variáveis latentes de desempenho financeiro (DF), inovação radical (IR) e inovação incremental (II). As diferenças significativas a p<0,05 entre as variáveis latentes em relação ao tipo de administração da pequena propriedade rural, familiar ou profissional, foi utilizada a técnica estatística de estimação de amostras independentes pelo teste t. Os resultados apontaram que, para esta amostra, existem diferenças significativas para a percepção do DF e para a II. As propriedades rurais com administração profissional são mais críticas com relação do DF e utilizam mais da II, característica de melhoria contínua na produção e na operação rural. O destaque do artigo foi de providenciar dados empíricos deste tipo de empresa rural, muito similar à agricultura familiar, colaborando com o conhecimento acadêmico e com a possibilidade de sugerir estratégias de extensão aos agentes públicos de desenvolvimento rural.

Palavras-chave: Empresas Rurais. Inovação. Gestão Profissional.

Abstract
Innovation in rural properties becomes an important factor, especially in issues related to more efficient production and competition. This article analyzes empirically the relation between use of incremental innovation and radical and financial performance in small farms in Mato Grosso do Sul. The research was carried out using a basic nature quantitative approach, collecting information from 55 small rural properties, with an area of up to 100 hectares, using a structured questionnaire and face-to-face interviews, during the months of April and May of 2018. The data were treated and analyzed for internal consistency using the Cronbach's alpha indicator, obtaining the latent variables of financial performance (DF), radical innovation (IR) and incremental innovation (II). The significant differences at p <0.05 between the latent variables in relation to the type of management of the small farms, family or professional, the statistical estimation technique of independent samples was used by the t test. The results showed that, for this sample, there are significant differences for the DF perception and for II. Farms with professional management are more critical in relation to DF and use more of II, a characteristic of continuous improvement in production and operation. The article highlight was to provide empirical data for this type of rural firms, very similar to family farming, collaborating with academic knowledge and the possibility of suggesting extension strategies to public rural development agents.

Keywords: Rural Firms. Innovation. Professional Management.

Biografia do Autor

José Francisco Reis Neto, Universidade Anhanguera Uniderp

Núcleo de Estudos e Pesquisas Economicas e Sociais

Mestrado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional

Marlucy Ferreira Machado Xavier, Faculdade Pitágoras de São Luis, MA, Brasil

Administradora e Mestranda no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Produção e Gestão Agroindustrial, Campo Grande, MS, Brasil.

Daniel Massen Frainer, Universidade Anhanguera Uniderp

Doputor em economia e professor dos Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Produção e Gestão Agroindustrial e em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, Campo Grande, MS, Brasil.

Celso Correia de Souza, Universidade Anhanguera Uniderp

Doutor em engenharia elétrica e Professor nos Programas da Uniderp de Pós-Graduação Stricto Sensu em Produção e Gestão Agroindustrial e em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, Campo Grande, MS, Brasil.

Denise Renata Pedrinho, Universidade Anhanguera Uniderp

Doutora em agronomia e Professora no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Produção e Gestão Agroindustrial, Campo Grande, MS, Brasil.

Raul Assef Castelão, Universidade Anhanguera Uniderp

Doutor em meio ambiente e professor convidado no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional, Campo Grande, MS, Brasil.

Publicado
2020-12-21
Seção
Artigos Originais