A Interpretação Ambiental Pré-Histórica Através de Projetos Pedagógicos: Análise das Pinturas Rupestres no Parque Nacional Serra da Capivara – PI

Vitor José Rampaneli de Almeida

Resumo


No Parque Nacional Serra da Capivara - P.N.S.C. -, existe uma concentração muito grande de sítios arqueológicos que fornecem informações diversificadas sobre as primeiras ocupações humanas na América, pois retratam muitas características de sua existência nos diferentes ecossistemas da região. É possível reconhecer nas pinturas – a partir das variadas representações rupestres zoomorfas e suas prováveis interpretações – espécies inexistentes hoje na região e outras totalmente extintas; algumas são tão bem elaboradas, que é possível reconhecer o sexo do animal gravado, por meio da presença de galhadas e outras características determinantes de gênero nas espécies. Sendo assim, este artigo propõe um projeto pedagógico que busca a identificação e o estudo aprofundado da fauna representada nas pinturas rupestres do Parque Nacional Serra da Capivara e das informações aferidas na literatura, reconstruindo as prováveis condições ambientais do período em que elas foram feitas, tornando-se, assim, um confiável indicador paleoambiental.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17921/1415-5141.2015v19n2p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 UNICIÊNCIAS