Representações Sociais Sobre as Mudanças Climáticas Globais dos Formandos em Engenharia Civil da Universidade de Cuiabá

  • Catia Balduino Ferreira
  • Carlo Ralph De Musis
  • José de Souza Nogueira

Resumo

As mudanças no clima nos grandes centros urbanos provocadas pela substituição da cobertura vegetal pelo concreto e asfalto, associado ao aumento da atividade industrial e da poluição de veículos automotores têm provocado a formação de ilhas de calor, com temperaturas até 10° C mais elevadas nas zonas centrais das cidades em relação às áreas periféricas ou rurais. O crescimento acelerado dos grandes centros urbanos exige, neste âmbito, a formação de profissionais da engenharia civil com capacidade de planejar e adotar medidas que visem minimizar estes efeitos. O objetivo do trabalho foi estudar a percepção de discentes do décimo semestre do curso de Engenharia Civil da Universidade de Cuiabá sobre Mudanças Climáticas Globais. Em 2014, 51 acadêmicos responderam questionários estruturados sobre dados demográficos relacionados ao tema. Utilizando a Técnica de Associação Livre de Palavras, os discentes evocaram cinco expressões que originaram oito categorias: Aquecimento Global, Capitalismo, Crescimento Urbano, Desenvolvimento Sustentável, Desmatamento, Educação Ambiental, Efeito Estufa e Poluição. A categoria de maior relevância foi o Aquecimento Global, em 82,7% dos discentes; e a menor foi o Crescimento Urbano com 15,4% dos discentes. Apesar da grade curricular do Projeto Pedagógico do Curso conter disciplinas, que contemplam questões ambientais, como: Gestão Ambiental na Construção Civil e Saneamento Ambiental, os sujeitos da pesquisa apresentaram representações sobre as mudanças climáticas globais aninhadas ao senso comum e com baixa criticidade.

Publicado
2017-01-16
Seção
Artigos