Fístula Dentária Infraorbitária em Cão

  • Rayzza Rodrigues Perin Universidade Anhanguera Uniderp Agrárias
  • Natália Yoshioka De Vidis Universidade Anhanguera Uniderp Agrárias
  • Munir Barriento de Azambuja Universidade Anhanguera Uniderp Agrárias
  • Henrique Jorge Vieira Antunes Junior Universidade Anhanguera Uniderp Agrárias
  • Jaqueline Anes de Souza Universidade Anhanguera Uniderp Agrárias

Resumo

A fístula infraorbitária é uma afecção comum em cães que acomete, geralmente, o quarto dente pré-molar superior, o único que possui três raízes, também denominado popularmente como “dente carniceiro”, em função de suas funções de auxílio na caça e trituração de alimentos sólidos. As causas dessa enfermidade incluem traumas, fraturas de coroa, doenças periodontais, neoplasias, entre outras. Tais afecções geram infecção bacteriana no ápice alveolar da raiz dentária, juntamente com inflamação intensa, levando à osteólise da cavidade nasal ao seio maxilar, gerando assim um abcesso periapical, infraorbitário, que é observado nos animais acometidos. O diagnóstico ocorre, principalmente, por meio de avaliação da cavidade oral do animal sedado e de radiografia intraoral identificando áreas de radioluscência em torno do ápice da raiz acometida, evidenciando assim a osteólise e infecção bacteriana. A exodontia nem sempre é o tratamento indicado, pelo menos inicialmente. O caso relatado neste artigo é de uma paciente canina adulta diagnosticada com fístula infraorbitária, a qual passou por tratamento conservador e, apresentando recidiva, foi encaminhada para exodontia, sendo considerado bom prognóstico do quadro clínico no pós-cirúrgico e recuperação total após tratamento. Este trabalho tem como objetivo discorrer sobre essa afecção e elucidar, por meio de revisões bibliográficas, sobre as indicações de tratamento conservador, endodontia ou exodontia, facilitando assim a abordagem clínica diante dos casos.

Palavras-chave: Abscesso Periapical. Canino. Exodontia. 

 

Abstract

Infraorbital fistula is a common condition in dogs that usually affects the fourth upper premolar tooth, the only one with three roots, also popularly referred to as the “butcher's tooth”, because of its functions in hunting and grinding solid food. The causes of this disease include trauma, crown fractures, periodontal diseases, neoplasms, among others. Such conditions generate bacterial infection in the alveolar apex of the tooth root, together with intense inflammation, leading to osteolysis of the nasal cavity to the maxillary sinus, thus generating a periapical, infraorbital abscess, which is observed in the affected animals. The diagnosis is mainly made through the evaluation of the oral cavity of the sedated animal and intraoral radiography identifying areas of radiolucency around the apex of the affected root, thus showing osteolysis and bacterial infection. Extraction is not always the treatment indicated, at least initially. The case reported in this article is from an adult canine patient diagnosed with infraorbital fistula, who underwent conservative treatment and, with relapse, was referred for extraction, being considered a good prognosis of the postoperative clinical condition and full recovery after treatment. This paper aims to discuss this condition and to elucidate, through bibliographic reviews, about the indications of conservative treatment, endodontics or extraction, thus facilitating the clinical approach to the cases. 

Keywords: Periapical Abscess. Canine. Extraction.

Referências

AKIMURA, A.; HISAE, H.; KAYO, Y.; CHIEMI, K.; MITSUHARU, M. SURVEY Of the 36 cases of infraorbital abcess and fistula in dogs. Journal of the Veterinary Medicine, v. 996, n. 1, p. 547-551, 2004.

AYLON, E. G. Lesão periapical do quarto pré-molar superior esquerdo com formação de fístula: relato de caso. 42f. Monografia (Especialização em Odontologia Veterinária) - ANCLIVEPA – SP, São Paulo, 2008.

BIRCHARD, S. J.; SHERDING, R. G. Manual Saunders: Clínica de Pequenos Animais. 2. ed. São Paulo: Roca, 2003.

COHEN, S.; BURNS, R. C. Pathway of the Pulp. 7. ed. Saint Louis: Mosby, p. 425- 446, 2006.

DIAS, F. G. G.; VIANNA, G. D.; PAULA, T. M.; DIAS, L. G. G. G.; PEREIRA, L. F. Fístula infraorbitária em cão – relato de caso. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, v. 9, n. 16, p. 1-13, 2011.

LACERDA, M. S.; OLIVEIRA, S. T.; QUEIROZ, D. N. Variações anatômicas na dentição de cães sem raça definida. Ciência Rural, v. 30, n. 4, p. 655-659, 2000.

LEON-ROMAN, M. A; GIOSO, M. A. Endodontia – anatomia, fisiopatologia e terapia para afecções dos tecidos internos do dente. Revista Medvep. v. 2, n. 7, p. 195-203, 2004.

GIOSO, M. A. Odontologia para o Clínico de Pequenos Animais. 2. ed. São Paulo: Manole, 202 p, 2003.

GIOSO, M. A. Odontologia Veterinária para o Clínico de Pequenos Animais. 5ª ed. São Paulo: Manole, p.1-23, 2007.

GORREL, C. Veterinary dentistry for the general practitioner. Philadelphia: W.B. Saunders, p.87- 110, 2004.

HARVEY, C. E. Periodontal Disease: Understanding the options. Veterinary Clinics of North America-Small Animal practice. v.35, p. 819- 836, 2005.

PACHALY, J. R. Odontoestomatologia em animais selvagens. São Paulo: Roca, cap.64, 2006.

PACHALY, J. R.; JAVOROUSKI, M. L.; PRAZERES, R. F.; KIERAS JUNIOR, A. Procedimentos de exodontia em uma lontra. Revista Científica de Medicina Veterinária, v. 8, n. 25, p. 280-283, 2010.

PIGNONE, V. Utilização de bloqueio anestésico para exodontia do dente carniceiro em cão. Revista Portuguesa de Ciências Veterinárias, v. 104, n. 569-572, p. 19-24, 2009.

PINHEIRO, S. C. O. Tratamento cirúrgico da fístula infraorbitária, por exodontia, do 3° pré-molar superior direito de um felino (Felis catus) – relato de caso. Monografia (Especialização em Cirurgia de Pequenos Animais) - Universidade Católica de Brasília, Campinas, SP, 2007.

RIBEIRO, C. M.; SCHERER, P. O.; SANAVRIA, A. Abscesso periapical no segundo pré-molar superior esquerdo associado à fístula na região frontal em um felino (Felis catus) da raça Persa – relato de caso. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, v. 33, n. 3, p. 155-158, 2011.

ROZA, M. R. Cirurgia dentária e da cavidade oral: odontologia de pequenos animais. Rio de Janeiro: LF, p.167-190, 2004.

ROZA, M. R. Princípios de odontologia veterinária. Brasília, p. 4, 2012.

SANTOS, I. C. Doença periodontal em cães. 50f. Monografia (Especialização em Clínica Médica de Pequenos Animais) – Universidade Castelo Branco, São Paulo, 2007.

WIGGS R. B.; LOBPRISE H. B. Oral Surgery. Veterinary Dentistry – Principles & Practice, 1ª edição. Wiggs RBe Lobprise HB. Lippincott – Raven (Philadelphia), 232-258, 1997.

Publicado
2020-05-12
Seção
Artigos