Atributos químicos em solo sob floresta nativa e capoeira

  • Alessandra Bittencourt Crestani Rodrigues
  • Walcylene L. M. P. Scaramuzza
  • José Fernando Scaramuzza
  • Fabiana Rocha

Resumo

Com o avanço da fronteira agrícola em nosso Estado, o conhecimento da fertilidade do solo é de fundamental importância para o manejo adequado dos sistemas em uso, resultando em economia ao homem e a própria natureza, evitando tomadas de decisões errôneas na utilização dos recursos naturais. Este estudo foi desenvolvido na Fazenda São Paulo da Serra, no município de Campo Verde-MT, com o objetivo de avaliar algumas alterações nos atributos químicos do solo sob floresta nativa e capoeira. Para a presente avaliação as coletas foram efetuadas, mensalmente, nos dois sistemas, sendo que em cada área foram escolhidos cinco pontos aleatórios e retiradas amostras a 20 cm. As amostras foram acondicionadas em sacos plásticos, identificadas e encaminhadas ao Laboratório de Solos da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária – UFMT, onde foram secas passadas em peneiras e a terra fina resultante foi submetida às análises químicas. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com dois tratamentos e cinco repetições. Os maiores teores de matéria orgânica foram encontrados na capoeira; os teores de fósforo não apresentaram variações significativas entre as áreas analisadas; os maiores teores de potássio, cálcio+magnésio, alumínio e os menores valores de pH foram encontrados na floresta nativa.

Publicado
2015-07-02
Seção
Artigos