Zebrafish: Recomendações de Manutenção em Laboratório

  • Carla Letícia Gediel Rivero-Wendt Universidade Anhanguera-Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. MS, Brasil.
  • Rosemary Matias Universidade Anhanguera-Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. MS, Brasil
  • Giovana Coutinho Zulin do Nascimento Universidade Anhanguera-Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. MS, Brasil
  • Silvia Cristina Heredia-Vieira Universidade Anhanguera-Uniderp, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. MS, Brasil.
  • Magno Rafael Miranda Santos Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Saúde. MT, Brasil.
  • Osvaldo Borges Pinto Júnior Universidade de Cuiabá, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais. MT, Brasil.

Resumo

O zebrafish ou paulistinha (Danio rerio) são cada vez mais utilizados em pesquisas científicas incluindo a pesquisa básica e aplicada nas áreas de biomedicina, toxicologia, ciências ambientais e aquicultura. No Brasil, os biotérios automatizados são escassos, têm custo oneroso e para fazer uso do modelo animal são necessárias adaptações para criação e manutenção da espécie. Deve existir a compreensão de que as adaptações devem respeitar os padrões de qualidade, implicando na diminuição de mortalidade e doenças nos aquários de manutenção. O objetivo desta revisão de literatura é apresentar as recomendações de protocolo de manutenção do zebrafish, em condições de laboratório, sem o uso de biotério automatizado. Apesar da gama de informações e diferentes métodos de manutenção encontrados para a espécie, fica claro que em condições de laboratório se deve manter o animal nas melhores condições, possibilitando qualidade no desenvolvimento e na reprodução para realizar experimentos com confiabilidade de execução.

 

Palavras-chave: Desenvolvimento. Ambiente e Sustentabilidade. Danio rerio. Biotério.

 

Abstract

The use of Zebrafish or paulistinha (Danio rerio) has increased considerably in basic and applied scientific research as biomedicine, toxicology, environmental sciences and aquaculture. In Brazil, automated experimental animal facilities are scarce and costly. To make use of this animal model, adaptations are required for creation and maintenance. These changes must respect quality standards, providing mortality and disease reduction in aquariums maintenance. The literature review aim is to synthesize recommendations for the zebrafish maintenance protocol in laboratory conditions without the automated experimental animal facility. Despite the information range and different maintenance methods found for the species, it is clear that under laboratory conditions, the animal must be kept in the best conditions, enabling development and reproduction quality to be used in experiments with reliable execution.

Keywords: Development. Environment and Sustainability. Danio rerio. Experimental Animal Facility.

Publicado
2021-02-23
Seção
Artigos